Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Na era Muricy, gols de cabeça do São Paulo mais do que dobram

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Notabilizado por ter formado um time que explorava muito bem a bola área em sua passagem anterior pelo São Paulo, Muricy Ramalho já aumentou consideravelmente o número de gols de cabeça da equipe atual. O último deles, marcado na vitória de sábado sobre a Portuguesa.

O gol do volante Rodrigo Caio, o primeiro do triunfo por 2 a 1, foi o sétimo de cabeça do São Paulo no Campeonato Brasileiro, o quinto desde que o treinador assumiu. Ou seja, no primeiro turno todo, o time havia feito dois dessa forma, de um total de 17. Agora, em apenas 13 rodadas, ja fez mais do que o dobro, de um total de 18.

A marca surpreende se for lembrado que, no dia de sua apresentação, Muricy minimizou a bola aérea ofensiva como ponto forte com a justificativa de que, diferentemente do período em que foi tricampeão brasileiro, desta vez ele não teria grandes cabeceadores no elenco. E não é só Rodrigo Caio que vem provando o contrário.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Rodrigo Caio tem quatro gols como jogador profissional, todos marcado de cabeça, na atual temporada
O prata da casa marcou dois gols de cabeça sob comando de Muricy (o primeiro foi sobre o Vasco), mas outros quatro jogadores também balançaram a rede assim na competição nacional: o atacante Welliton (contra Atlético-MG), o zagueiro Antônio Carlos (Vitória) e o lateral esquerdo Reinaldo (Cruzeiro). Sem contar os dois de Antônio Carlos na Copa Sul-americana, frente ao Atlético Nacional.

"No Botafogo, o Antônio Carlos fazia isso também, porque tem tempo de bola bom. O Rodrigo Caio também. Não é questão minha", comentou Muricy. "É claro que tem que ter bom batedor e quem vai para a área. Tem que ter o desenho de quem vai para o primeiro pau, para o segundo. Tem que ser organizado. Mas não que eu tenha mudado nada, porque nem tive tempo para isso".

Seja com a cabeça ou com qualquer outra parte do corpo, o fato é que o número de gols é bem maior do que sob comando de Ney Franco ou Paulo Autuori. Também por isso, o time divide a condição de melhor equipe do returno com o Cruzeiro, que é o primeiro colocado geral e pode conquistar o título antecipadamente no próximo fim de semana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade