Futebol/Copa do Mundo sub-17 - ( - Atualizado )

Nigéria bate Uruguai e mantém sonho do tetra no sub-17

Sharjah (Emirados Árabes Unidos)

Neste sábado, Nigéria e Uruguai decidiram o último classificado para as semifinais da Copa do Mundo sub-17. Em partida disputada no Sharjah Stadium, nos Emirados Árabes Unidos, os nigerianos venceram os uruguaios pelo placar de 2 a 0, ambos marcados por Taiwo Awoniyi. Destaque para Kelechi Iheanacho, com duas assistências de gol. A Nigéria busca o tetracampeonato da competição. Junto ao Brasil, com três títulos, são os maiores campeões do torneio.

 

Com a classificação, os africanos enfrentarão à Súecia nas semifinais do torneio. Na outra chave se enfrentam Argentina e México. Os jogos serão na terça-feira.

Jogo - Os nigerianos começaram pressionado o Uruguai. Logo no primeiro minuto de jogo, Yahaya tentou superar o goleiro Cardozo, mas a bola foi longe do gol.

Aos cinco, o Uruguai chegou com muito perigo, Otormín bateu cruzado e a bola triscou na trave, uma chance clara de gol.

O gol dos nigerianos saiu aos 17. Após bela troca de passes, Iheanacho passou para Awoniyi, que com um lindo chute superou o goleiro uruguaio.

O Uruguai sempre chegava nos pés de Otormín, que insistia, mas não conseguia bater o goleiro Alampasu. Aos 28 ele teve uma bela oportunidade de cabeça, que passou perto da baliza dos africanos.

Faber, do Uruguai, arriscou de longe aos 36 minutos. A seleção sul-americana tinha mais ímpeto ofensivo do que os nigerianos.

O segundo tempo ficou por um bom tempo sem bons lances, as equipes não criavam muito. A melhor oportunidade foi com 22 minutos, uma virada de Iheanacho, que bateu no gol e a bola acabou respingando em um defensor uruguaio, desviando a trajetória da bola, o que quase enganou o goleiro Cardozo.

Aos 28 da segunda etapa, Acosta veio conduzindo a bola pelo lado direito do campo e bateu na entrada da grande área. O arqueiro nigeriano estava esperto no lance, e a bola passou rente a trave.

O segundo gol da Nigéria chegou aos 34 minutos. Novamente dos pés de Awoniyi, após boa jogada de Iheanacho, que deixou seu companheiro livre para marcar.

Os uruguaios ainda tentaram um gol de consolação, e tiveram boa oportunidade aos 45 da segunda etapa, penetrando na área nigeriana, mas o goleiro Alampasu defendeu o chute à queima-roupa.

O lance final da partida foi um contra-ataque bem armado pelos nigerianos. Ezeh recebeu e encobriu o goleiro Cardozo, mas a bola passou caprichosamente do lado do gol uruguaio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade