Futebol/Copa do Mundo Sub-17 - ( - Atualizado )

Nigéria supera Suécia, avança à final e segue em busca do inédito tetra

Abu Dhabi (Emirados Árabes)

A Nigéria segue com enormes chances de estabelecer uma hegemonia na Copa do Mundo Sub-17. Tricampeã do torneio – maior número, ao lado do Brasil -, a seleção africana não teve dificuldades para vencer a Suécia por 3 a 0, nesta terça-feira, em Abu Dhabi, e garantir vaga na grande decisão do Mundial de 2013, mantendo vivo o sonho do inédito tetracampeonato. O adversário será o México, que possui dois títulos e é o atual detentor da taça.

O triunfo nigeriano foi construído com grande e assustadora facilidade. Logo nos 20 minutos iniciais, pelo menos três chances claras de gol já haviam sido criadas. Primeiro, Awoniyi obrigou o goleiro Mohlin a fazer grande defesa. Na sequência, o talentoso Muhamed e o mesmo Awoniyi voltaram a assustar em chegadas pela ponta direita. Assim, não demorou para o placar ser aberto. Aos 21 minutos, Awoniyi (novamente) recebeu nas costas da marcação e, frente a frente com o arqueiro sueco, deu um tapa cruzado com o pé direito, mandando para o fundo das redes. Daí para frente, o domínio africano seguiu grande, mas as oportunidades de gol passaram a se tornar escassas.

No segundo tempo, a Nigéria voltou com tudo e, ainda antes dos 15 minutos, acertou uma bola na trave após cabeçada de Bello. A Suécia até levou perigo em arremate de Engvall que passou por cima da meta de Alampasu, mas depois foi massacrada. Aos 21 minutos, os africanos balançaram as redes, mas acabaram prejudicados pelo árbitro brasileiro Heber Roberto Lopes, que assinalou um impedimento inexistente. No entanto, não sentiram o erro e continuaram pressionando. Assim, acabaram recompensados com mais dois tentos. Aos 35, o zagueiro Okon mostrou muita categoria ao cortar a marcação e finalizar no canto direito de Mohlin, e, no minuto seguinte, Ezeh aproveitou sobra na área para liquidar a fatura: 3 a 0.

Com o resultado, a Nigéria garantiu vaga na grande final da Copa do Mundo Sub-17, contra o México, nesta sexta-feira, às 14 horas (de Brasília), no estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi. Caso conquistem a teça, as Águias chegarão a quatro títulos e se isolarão como maiores vencedores da história do torneio (o Brasil também tem três taças). O curioso é que Nigéria e México já se enfrentaram na primeira fase do Mundial deste ano, e os africanos venceram por 6 a 1.

AFP
A Nigéria não teve dificuldades para eliminar a Suécia e manter vivo o sonho do tetracampeonato mundial no Sub-17

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade