Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Nova derrota do Inter desanima D’Ale: “esse ano tem que acabar logo”

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Internacional já não briga mais por vaga na Libertadores nem corre risco de rebaixamento, mas a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG acentuou o desânimo do grupo colorado, mesmo que o placar no Independência não influa tanto na situação da equipe no Campeonato Brasileiro. Capitão do time, D’Alessandro deu o tom do desânimo da equipe gaúcha logo após o apito final.

“Esse ano tem que acabar logo para a gente. Jogamos um segundo tempo muito bom, merecíamos o empate, mas estamos numa fase em que a gente faz gol e tomou outro no minuto seguinte”, desabafou o argentino, para quem o objetivo segue sendo conseguir pontos na reta final, para evitar uma colocação ainda pior – o time gaúcho está em 11º, com 45 pontos.

D’Alessandro novamente ressaltou que os descuidos defensivos da equipe foram fatais para mais uma derrota e a má campanha no Brasileirão: “aconteceu o ano todo, é difícil. É muita perda de pontos. Estamos mal por termos perdido pontos demais em casa. A gente está numa zona indefinida, mas poderia estar brigando lá em cima”, lamentou o camisa 10.

O centroavante Rafael Moura foi outro que deixou clara sua tristeza pela derrota, e diz não saber por que anda perdendo tantos gols – no segundo tempo, quando entrou, desperdiçou ao menos duas chances claras: “nem sei o que dizer. Treino todo dia, sou o primeiro a chegar e o último a sair. Mas apesar do tom de desânimo, é preciso levantar a cabeça. Uma hora essa bola vai entrar. Não sei o que está acontecendo”, disse o He-Man.

Domingo, o Internacional tem mais um compromisso complicado: a equipe visitará o Goiás, 4º colocado, no Serra Dourada. Nas três rodadas finais os adversários serão o Coritiba, em casa, o Corinthians, fora, e a Ponte Preta, novamente em casa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade