Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Palmeiras empresta zagueiro do gol contra em Mirassol para Rio Claro

William Correia São Paulo (SP)

Responsável por duas falhas nas derrotas em seus dois únicos jogos como profissional, Marcos Vinícius se despediu do Palmeiras nesta sexta-feira. O zagueiro, que fez o gol contra que iniciou a goleada por 6 a 2 do Mirassol em março, foi emprestado ao Rio Claro para disputar o Paulista assim como o meia Ramos, revelado nas categorias de base do clube.

Marcos Vinicius, de 22 anos e vinculado ao Verdão até 31 de dezembro de 2015, apareceu antes do treinamento desta manhã para cumprimentar os agora ex-colegas e membros da comissão técnica, encerrando um período de más lembranças.

Em sua estreia como profissional, Marcos Vinicius precisou de menos de 40 segundos para fazer gol contra na vexatória derrota por 6 a 2 para o Mirassol, em 27 de março. Na Série B, só foi usado, e como titular, diante do Icasa, em Juazeiro do Norte (CE), falhando no gol da derrota palmeirense.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Querido pelos colegas, Marcos Vinicius foi emprestado ao Rio Claro até o fim do Paulista
Junto com Marcos Vinicius também vai Ramos. O meia de 22 anos, que chegou a se destacar pelo Palmeiras em uma Copa São Paulo de Futebol Júnior, não estava nem treinando na Academia de Futebol. O jogador tem contrato com o Verdão até 31 de dezembro de 2014.

O Palmeiras não enfrentará nenhum de seus jogadores emprestados ao Rio Claro na primeira fase do Campeonato Paulista porque faz parte do grupo D da competição ao lado não só do time que acaba de voltar da segunda divisão estadual, mas também de Oeste, Bragantino e Mogi Mirim.

O responsável pelo empréstimo de Marcos Vinicius e Ramos é Sérgio do Prado. Gerente de futebol do Verdão entre 2009 e 2011, o dirigente ocupa o mesmo cargo no Rio Claro e esteve na Academia de Futebol recentemente para buscar jogador.

Goleiro também sai - Raphael Alemão, de 25 anos, também foi emprestado: passará 2014 no Marília, clube que acaba de voltar à segunda divisão do Campeonato Paulista.

O goleiro era o terceiro entre as opções na sua posição no Verdão, atrás de Fernando Prass e Bruno, e só jogou duas vezes no time principal, falhando nas derrotas para Atlético-GO e Santos, quando o time já estava rebaixado no Brasileiro do ano passado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade