Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Para Muricy, Ceni "já mudou um pouco" de ideia sobre parar

São Paulo (SP)

Muricy Ramalho é uma das pessoas mais próximas de Rogério Ceni no São Paulo e, como tal, tem informações privilegiadas. Na noite desta segunda-feira, o treinador deu a entender que o goleiro está propenso a não encerrar a carreira.

"Conheço ele bem, desde garoto. Acho que o que ele queria realmente era uma palavra do clube em relação à permanência dele ou não, porque senão iria parar. Pode até ser que aconteça isso, mas acho que já mudou um pouco", disse à ESPN Brasil.

Ceni tem contrato com o clube até 31 de dezembro e, aos 40 anos, tem adiado a definição sobre seu futuro. Depois de atravessar momentos complicados, como lesão e perdas de pênalti, ele passou a chamar atenção apenas por grandes defesas e o apelo torcida para que continue.

Os pedidos da arquibancada foram os mesmos de Muricy, que cobrou um posicionamento da diretoria quanto ao ídolo. De imediato, os dirigentes se mostraram favoráveis a uma possível renovação de contrato. Desde então, Ceni tem deixado no ar a dúvida de qual decisão tomará.

"Converso muito com ele, do que a gente pode fazer, do que a gente estava fazendo até agora", comentou o treinador, que tem elogiado frequentemente o goleiro, o qual acaba de quebrar recorde de Pelé como o jogador que mais vezes atuou por um mesmo time de futebol (1.117 vezes).

A princípio, o São Paulo tem mais três jogos garantidos na temporada, dois deles pelo Campeonato Brasileiro. Se passar pela Ponte Preta na semifinal da Copa Sul-americana, porém, o time fará ainda mais duas atuações, com possibilidade de título para Ceni e o restante do elenco.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade