Futebol/Copa Sul-americana - ( )

Passada a crise, jogadores do São Paulo já se sentem no “céu”

Helder Júnior São Paulo (SP)

A delegação do São Paulo foi recebida com festa por um grupo de torcedores que estava no aeroporto de Guarulhos no início da tarde desta quinta-feira, um dia após o time ter empatado por 0 a 0 com o Atlético Nacional, na Colômbia, e avançado às semifinais da Copa Sul-americana. Com gritaria e fãs histéricas, o cenário nem de longe lembrava aquele da crise com a já superada ameaça de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

“O clima está muito bom mesmo. A gente saiu de um momento difícil e chegou ao céu”, definiu o meia Jadson, sorridente. “Temos que continuar trabalhando dessa maneira para deixar a torcida do São Paulo feliz”, completou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Jadson avançou com o São Paulo para superar a crise anterior à chegada do técnico Muricy Ramalho
O centroavante Aloísio é um dos jogadores que estão tão felizes quanto os torcedores. Em grande fase, ele superou a desconfiança em relação ao seu desempenho na primeira temporada no Morumbi e conseguiu cativar o público até com a suas comemorações violentas.

“Vamos continuar trabalhando do mesmo jeito. Há dois meses, a gente estava querendo fugir da zona de rebaixamento, com todo o mundo pisoteando, sem acreditar. Mas o time confiou no seu trabalho. Os meninos sempre foram ponta firme e trabalharam sério para retornar a um bom momento”, comentou Aloísio.

Ainda com a má fase na memória, o meia Maicon foi um pouco mais comedido do que os seus companheiros. “Vamos manter os pés no chão porque o momento era difícil dois meses atrás. Devemos continuar encarando os adversários com respeito, pensando jogo a jogo”, ordenou.

Entre o inferno e o céu de 2013, ainda existe no São Paulo até quem não tenha perdido a preocupação com a possibilidade de rebaixamento. “Vamos seguir jogando com força máxima no Brasileiro, e não só na Sul-americana, até porque ainda não estamos livres dessa situação”, avisou o zagueiro Paulo Miranda.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade