Futebol/Bastidores - ( )

Paulo André promete intensificar protestos se CBF não se posicionar

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Os jogadores ligados ao Bom Senso FC, movimento que reivindica melhorias no calendário do futebol brasileiro, não ficarão de braços cruzados diante da falta de posicionamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Haverá uma nova manifestação na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. E outras mais até 2014, segundo o zagueiro Paulo André, um dos líderes do grupo.

Pelé não acredita em greve

“Já dissemos que aumentaríamos os protestos caso a CBF não se pronunciasse. Como não houve comunicação até agora, as manifestações continuarão”, avisou o jogador do Corinthians, sem querer adiantar qual será o ato do Bom Senso FC no fim de semana. “O grupo ainda está definindo. As pessoas vão ficar sabendo na hora, pois é mais chocante assim e atraímos mais atenção.”

Na 34ª rodada, jogadores da Série A ficaram de braços cruzados quando as suas partidas começaram. No caso do confronto entre São Paulo e Flamengo, quando a arbitragem ameaçou punir a falta de ação, os atletas dos dois times resolveram trocar passes para também se manifestar.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Um dos líderes do Bom Senso FC, Paulo André não descarta promover uma greve se não for ouvido
O grupo de Paulo André conseguiu grande aceitação entre os seus colegas que atuam no futebol nacional. Na Seleção Brasileira, no entanto, nem todos se mostraram adeptos do movimento que faz cobranças à CBF. Pelé também chegou a duvidar publicamente do sucesso da iniciativa.

“Estou feliz porque mais de 1.000 atletas deram um retorno muito positivo ao Bom Senso. Mas não vejo problema em aderir ou não. Se a gente está cobrando democracia, nada mais justo do que respeitar os que não podem, não devem ou não querem participar”, aceitou Paulo André.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade