Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Paysandu perde seis mandos, leva multa e promete processar torcida

Belém (PA)

O Paysandu ganhou mais um obstáculo na luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Em julgamento nesta quarta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o clube paraense recebeu punição dura por incidentes na derrota por 2 a 0 para o Avaí na 31ª rodada: a perda de seis mandos de campo e multa de R$ 80 mil.

No último dia 18 de outubro, o Papão era derrotado pelos catarinenses em plena Curuzu quando a torcida iniciou confusão nas arquibancadas. Os mais exaltados grudaram no alambrado para ofender os jogadores no banco de reservas e passaram a atirar pequenos objetos em direção ao gramado, alertando os policiais que faziam a segurança do estádio.

O árbitro Grazianni Maciel Rocha paralisou a partida, esperou que os ânimos se acalmasse e deixou a bola voltar a rolar. Poucos instantes depois, o juiz não teve alternativa e parou de vez o confronto. Os torcedores do Bicolor ficaram ainda mais revoltados e atiraram até bomba caseira no campo de jogo. Alguns entraram em conflito com policiais e outros tentaram iniciar incêndio no lado de fora da Curuzu.

A princípio, o clube conseguiu identificar envolvidos na confusão e evitou a perda de mando. A Curuzu foi interditada, mas o Papão conseguiu mandar seus compromissos no Mangueirão, também em Belém. Com a decisão do STJD, o clube terá que atuar longe da capital se não entrar ou tiver recurso negado pelo tribunal. Os dirigentes bicolores prometem até processar as torcidas organizadas que iniciaram a confusão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade