Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Perto de garantir o acesso, Sport não quer sofrer como em 2011

Recife (PE)

Há dois anos, o Sport carimbou o passaporte para à primeira divisão do Campeonato Brasileiro apenas na última rodada e, para fugir desse mesmo sofrimento, a equipe tem que vencer o Boa Esporte, neste sábado, às 17h20, no Melão. Mas, para garantir a vaga, além dos três pontos, deve torcer para Icasa ou Ceará tropeçarem em seus jogos.

Na contramão, em 2006, o Leão da Ilha subiu com duas rodadas de antecedência e é essa tranquilidade, ou pelo menos parte dela, que o técnico Geninho e sua equipe querem esse ano. “A gente fica pensando muito nesse acesso. Sabemos que está perto e que poderíamos estar em uma situação melhor, não fossem as bobeiras que demos. Mas o que importa é que dependemos da gente. Este será o jogo das nossas vidas”, afirmou o meia Lucas Lima.

A vitória por 2 a 0 sobre o Paraná na última rodada trouxe mais tranquilidade ao elenco e à torcida. Três pontos que foram suficientes para resgatar a confiança e a esperança de retorno à Serie A. O discurso de Lucas ilustra bem esse otimismo rubro-negro: “Estamos brigando pelo acesso, a nossa vontade tem que prevalecer. Se tivermos mais vontade do que eles, vamos conseguir”, disse.

Os concorrentes diretos do Sport, Ceará e Icasa, jogam contra adversários sem grandes pretensões neste final de campeonato. O Vovô encara o Joinville, em casa. Já o Icasa viaja para duelar com o Paraná Clube. Nem Joinville, nem Paraná têm chances de retorno à primeira divisão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade