Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Presidente não confirma novo técnico, mas já sai em defesa de Mano

Helder Júnior São Paulos (SP)

Mano Menezes ainda não foi anunciado como técnico do Corinthians em 2014. Nesta sexta-feira, dia em que comunicou a saída de Tite ao término do Campeonato Brasileiro, o presidente Mário Gobbi evitou confirmar o nome do substituto. Sem deixar de defender o treinador com quem trabalhou entre 2008 e 2010.

Ao escutar que Mano Menezes sofreria com as comparações com Tite, campeão paulista, brasileiro, continental e mundial pelo Corinthians, Gobbi rebateu de imediato. “O Mano também teve um trabalho vitorioso aqui. Só não foi como o Tite, que é o maior vencedor da história do Corinthians. Não existe outro igual ao Tite”, advogou, percebendo que falara demais. “Não é só o Mano. Existem outros técnicos com currículos vitoriosos. Vamos ver o que é melhor para nós.”

Pelo Corinthians, Mano Menezes conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2008 e o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil de 2009, com Mário Gobbi como diretor de futebol. O sucesso o colocou na Seleção Brasileira – por pouco tempo, já que a demora para ajustar um time para a Copa do Mundo de 2014 levou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a optar pela troca por Luiz Felipe Scolari. No Flamengo, o ex-corintiano também não deixou saudades.

“É inevitável que falem do Mano, pois foi técnico do Corinthians quando eu era diretor. Depois, o Andrés (Sanchez, ex-presidente corintiano e com passagem pela CBF) o levou para a Seleção”, desconversou Gobbi, incomodado com quem vê Tite com uma trajetória superior. “Já fui cobrado para demitir o Tite. Engraçado isso, não? Quando as coisas não estavam boas, quem o segurou fomos nós. Ou você confia na diretoria do Corinthians ou fica difícil ter coerência. Se erramos ou acertamos, os próximos meses irão dizer. O tempo julgará se Corinthians e Tite pensaram corretamente nessa decisão. Não façamos um juízo de valor agora”, discursou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Mário Gobbi negou que já tenha acerto para colocar Mano Menezes no lugar de Tite no Corinthians
Restam quatro jogos (contra Vasco, Flamengo, Internacional e Náutico) para Tite se despedir do Corinthians e Gobbi falar abertamente sobre a chegada de Mano Menezes. “Não confirmo isso. Tomamos a decisão em relação ao Tite ontem. A partir de agora, vamos pensar em um nome. Quando escolhermos, todos saberão”, postergou o presidente.

Mário Gobbi listou até os pré-requisitos para o sucessor de Tite. “Vamos buscar alguém que resolva. Só um técnico experiente, com currículo, testado e preparado suporta a pressão do Corinthians. Não existe laboratório nesse clube. Quem chega deve colocar a camisa e ser líder, mandante. Não há tempo para experimentos. Isso é feito em times de menor porte”, concluiu o mandatário, certamente com o amigo Mano Menezes em mente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade