Futebol/Copa do Mundo 2014 - ( - Atualizado )

Preteridos, argentinos criticam sorteio de ingressos: “Vergonha”

Buenos Aires (Argentina)

Os argentinos estão inconformados. Nesta quarta-feira, dia seguinte ao fim da primeira fase do sorteio dos ingressos para a Copa do Mundo de 2014, o principal jornal esportivo do país, Olé, relatou toda a sua revolta com o número de entradas destinadas aos residentes da nação sul-americana para as partidas do Mundial no Brasil. A Argentina era a terceira nação que mais havia solicitado ingressos para o torneio, mas acabou apenas como a 11ª mais agraciada pelo sorteio realizado nesta terça-feira em Manchester, na Inglaterra.

Segundo balanço divulgado pela Fifa no dia do encerramento da primeira fase do sorteio, em 10 de outubro, os argentinos haviam solicitado um total de 266.937 ingressos. No entanto, conseguiram garantir apenas 4.493 entradas - apenas 1,7% do total. O país ficou na 11ª colocação atrás de Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Austrália, Canadá, França, Colômbia, Suíça e Japão.

“Vergonha Mundial”, disse Olé, nesta quarta-feira, antes de acrescentar. “Só nos deram 4.500 entradas, menos que Colômbia, Suíça, Alemanha, França... O Brasil levou 71,5% do total, e os Estados Unidos, por exemplo, têm mais de 66 mil. Incrível, o que aconteceu? A Argentina, um dos favoritos ao título e com o jogador sensação, não recebeu nem 10% dos ingressos destinados aos Estados Unidos”, criticou, usando até do ‘fator Lionel Messi’ para justificar o merecimento por um maior número de entradas.

De fato, os números mostram que a Argentina deu muito azar no sorteio realizado pela Fifa. Vice-líderes no número de pedidos, os Estados Unidos, por exemplo, foram agraciados com 66.464 ingressos (cerca de 18% das 374.065 inscrições). O residentes no Brasil, por sua vez, tinham pedido quase 4,4 milhões (4.368.029, mais especificamente) e garantiram 625.276 - percentual de sucesso de 14%.

Os 'hermanos', porém, terão nova chance de garantir suas entradas para a Copa do Mundo de 2014 a partir do dia 11 de novembro, quando será aberto o segundo período de comercialização, às 9 horas (de Brasília). Neste momento, serão distribuídos mais 228.959 entradas, e ordem de pedido influenciará na escolha dos agraciados, que não poderão reservar entradas para jogos de abertura, semifinal e final, nem partidas da fase de grupos em Brasília ou das oitavas de final em Belo Horizonte, todos já esgotados. Na primeira fase de vendas para os jogos da Copa do Mundo de 2014, encerrada na última terça, a Fifa vendeu 889.309 ingressos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade