Futebol - ( )

Rebaixado no começo da temporada, Walter realiza sonhos no final

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Rebaixado com o União Barbarense no Campeonato Paulista, Walter vai terminando a temporada como titular do Corinthians. Ele assumiu a posição com a contusão de Cássio e, apesar dos resultados pouco expressivos do time no Campeonato Brasileiro, aproveitou a oportunidade de acabar bem um ano que começou mal.

“Para mim, para o meu coração, fico feliz. Claro que o reconhecimento do nosso trabalho é o que a gente planeja, mas fico triste pelo momento que estamos vivendo. O pensamento era chegar ao G-4, era brigar pelo título. Faz parte, acontece de um time cair depois de três anos ganhando tudo. De qualquer maneira, fico feliz pelo carinho da torcida”, afirmou.

A virada de sua sorte no ano foi uma surpresa para Walter. “A frustração é imensa ser rebaixado, você acha que vai acabar ali o futebol. A queda mancha o currículo de qualquer jogador, mas recebi a notícia do interesse do Corinthians, voltei a trabalhar, ganhei confiança e estou aqui. A gente sonha desde pequeno em chegar a uma grande equipe. Agora, é continuar trabalhando como sempre fiz na minha vida.”

Divulgação/Agência Corinthians
Walter agradou à torcida em substituição ao amigo Cássio, contundido (foto: Daniel Augusto Jr.)
Vestindo com competência a camisa do clube do Parque São Jorge, o goleiro vai realizando outros sonhos. Depois de jogar com a torcida a favor no Pacaembu pela primeira vez, ele irá ao mítico Maracanã, no próximo domingo, para o confronto com o Flamengo.

“É um sonho de criança, né? Tomara que eu possa realizar porque até domingo tem muito tempo... Comentei isso com meus pais, que estavam aí. Falei: ‘Pô, pai, joguei no Pacaembu no melhor time do mundo da atualidade e vou jogar no Maracanã’. Sensacional”, concluiu o jauense de 26 anos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade