Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Sanchez confirma interdição parcial e nem pensa em cronograma

São Paulo (SP)

O acidente na Arena Corinthians colocou uma dúvida em relação ao prazo de conclusão das obras. Em entrevista coletiva concedida na tarde desta quarta-feira, o ex-presidente alvinegro Andrés Sanchez, que é o diretor do clube no estádio, afirmou que a data de término das obras não é sua maior preocupação.

“Neste momento, não estou nem pensando nisso. As autoridades estão vendo e, extraoficialmente, vão interditar 30% do prédio leste por um tempo. Não estou preocupado com cronograma e prazo, e sim em dar informação e atendimento”, comentou.

Até este mês de novembro, a parcial divulgada pela construtora Odebrecht era de 94% das obras concluídas, com previsão de encerramento dos trabalhos em dezembro. Porém, a queda do guindaste em um trecho do setor leste de arquibancadas nesta quarta-feira matou dois operários.

Apesar de a arena alvinegra ser a escolhida para sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014, Andrés Sanchez explicou que não pode pensar no torneio neste momento em que tenta dar suporte às famílias das vítimas.

“Não quero saber de Fifa e nem de nada, porque estou preocupado com as famílias dos dois colaboradores. Estamos entrando em contato e dando toda a assistência. Mas, por mais que a gente faça, as vítimas não voltam”, afirmou.

Durante a entrevista, Sanchez se disse “bastante abatido” com o acidente e ainda confirmou que todos os funcionários foram liberados nesta quarta. Os trabalhadores devem ficar em casa por dois ou três dias, em sinal de luto.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade