Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Sem acesso à elite, Boa Esporte já dispensa quatro jogadores

Varginha (MG)

A diretoria do Boa Esporte não escondeu a frustração por não ter conquistado o acesso à elite do futebol brasileiro e já começou a agir neste final de temporada. Mesmo com mais duas rodadas na Série B, o clube mineiro já abriu mão do treinador Nedo Xavier e quatro jogadores: os meias Petros e Marcelinho Paraíba, o volante Rodrigo Souza e o atacante Fernando Karanga.

O desmanche que ocorreu ao longo da semana foi confirmado após a partida deste sábado, quando o Boa Esporte foi derrotado pelo Palmeiras, por 3 a 0, no Estádio do Pacaembu, jogo que confirmou o título para a equipe do Palestra Itália. Até então, a equipe mineira ainda tinha chances de acesso, mas os resultados da rodada já minaram qualquer possibilidade antes mesmo de entrar em campo.

A informação foi confirmada pelo volante Rodrigo Souza, um dos nomes da lista de dispensas do Boa Esporte. “Infelizmente, até antes do jogo já tivemos a noticia que não tínhamos chances de subir, com isso na nesta semana diretoria resolveu liberar alguns pra resolver o futuro”, disse o jogador do Boa Esporte em entrevista à GazetaEsportiva.net.

Apesar de não esconder a mágoa com a postura do clube mineiro, que agiu rapidamente e praticamente abriu mão das duas últimas rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, Rodrigo Souza também aproveitou para elogiar a estrutura oferecida em Varginha. De acordo com o volante, o time, apesar de não ter expressão nacional, não fica atrás de seus concorrentes na segunda divisão.

“O Boa Esporte, apesar de ser um clube de menos investimentos, todo ano consegue montar ótimos times. Nem sempre ter condições significa ter um bom grupo, boa condição de trabalho, pagamento em dia, moradia, coisas que deixam o Boa em um nível muito bom, que não perde pra nenhum outro clube dessa Série b”, concluiu o volante.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade