Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sem boas lembranças deste ano, Ademilson espera 2014 melhor

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Eliminações no Campeonato Paulista, na Copa Libertadores e na Sul-americana, além do vice-campeonato da Recopa e a luta para se salvar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Esse é o resumo da temporada do São Paulo, que, com dois jogos ainda a fazer, não vê a hora de virar o ano.

"Foi um ano bem difícil para a gente, para o clube. Não conquistamos nenhum titulo e ficamos muito tempo perdendo jogos, na zona de rebaixamento. Acho difícil ter uma lembrança boa de 2013", reconhece Ademilson, insatisfeito, mas esperançoso. "Tenho certeza de que 2014 vai ser melhor. Vamos atrás de títulos, de conquistas".

Individualmente, porém, o jovem atacante tem motivo para passar o final de ano menos aborrecido. Após a chegada de Muricy Ramalho, ele passou a ter seguidas oportunidades no time titular, barrando até mesmo o artilheiro Luis Fabiano, como foi na quarta-feira, no empate com a Ponte Preta, em Mogi Mirim.

"Estou terminando o ano jogando. Foi o ano em que mais joguei. Vou ter uma boa lembrança de 2013, sim, pelo menos individualmente", diz o jogador, não sem admitir que ele - quando teve as chances - e a maioria dos colegas não foram bem.

"Mas não só o ataque (deixou a desejar), e sim o time todo. Pelo tamanho, o São Paulo não pode passar o perrengue que a gente passou neste ano. No meio do campeonato, lutando para sair da zona de rebaixamento, um time acostumado a ganhar titulo, a ficar la em cima... O time todo deixou a desejar", opinou.

O que resta, agora, é encerrar o Campeonato Brasileiro com dignidade, nas palavras da comissão técnica. O penúltimo compromisso está marcado para 17 horas (de Brasília) deste domingo, contra o Criciúma, fora de casa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade