Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Sem detalhes, Leandro diz que basta “sentar e conversar” para renovar

William Correia São Paulo (SP)

Para renovar com o Palmeiras, basta Leandro acertar seus salários, e o atacante mais uma vez evidenciou que está jogando no clube de seu coração durante sua entrevista coletiva nesta quarta-feira. Mas se recusou tanto a dar detalhes da negociação que nem respondeu se sua paixão influiria na conversa. Só disse que não prevê dificuldades.

“No contrato, tem uma cláusula de renovação unilateral do Palmeiras. Da minha parte, já deixei claro o meu desejo de permanecer, e fiquei bastante feliz porque o presidente deixou claro o desejo de ficar comigo. Agora é sentar e conversar. Assim que isso acontecer, com certeza será bem resolvido para as duas partes”, projetou.

Emprestado pelo Grêmio até 31 de dezembro, o camisa 38 só não fará parte do elenco no centenário do Verdão caso não entre em acordo sobre quanto receberá mensalmente. “Vou conversar com meu empresário e vamos conversar com o presidente para resolver da melhor maneira possível.”

Como prova de sua vontade de ficar, o jogador afirmou que desejaria ver seu primeiro filho, com nascimento marcado para o ano que vem, crescendo em São Paulo enquanto ele joga no Palmeiras. Mas se recusou a dar indícios de que realmente vai ficar.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Em entrevista coletiva, atacante se esquivou de todas as perguntas sobre detalhes da negociação
“Tenho muitos sonhos e já realizei vários deles, um deles vestindo a camisa do Palmeiras. Mas não posso dizer o futuro, não sei o dia de amanhã. Meu desejo é permanecer, mas não posso garantir nada”, insistiu, citando que quem cuida do assunto é seu empresário, Gilmar Veloz, para escapar dos questionamentos.

“Procuro manter o foco lá dentro. O ano ainda não acabou e temos um objetivo muito grande para conquistar, o título. A parte de fora o meu agente cuida. Assim que houver alguma coisa, ele vai me comunicar”, falou, sem dizer nem quando foi a última vez que conversou sobre a renovação com o Palmeiras com seu representante.

“Comecei a trabalhar com ele muito cedo. Tenho total liberdade com ele e ele comigo, nos entendemos. Quando chega algo, ele conversa comigo. Sou bem tranquilo em relação a isso”, limitou-se a declarar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade