Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Sem palavras, Martelotte só pede 'dó' de torcedor aos jogadores

Joinville (SC)

Explicar o inexplicável. Esta foi a missão do técnico do Náutico, Marcelo Martelotte, após mais um vexame no Campeonato Brasileiro: desta vez, 6 a 1 para o Atlético-PR. De acordo com o treinador, o único objetivo alvirrubro nas duas últimas rodadas será o de poupar o torcedor de mais sofrimento.

“Vamos tentar nos preparar da melhor maneira possível para o próximo jogo (Vasco), para termos uma postura diferente dentro de campo. O torcedor não pode sofrer mais”, lamentou, depois da goleada na Arena Joinville. “Não tenho muito o que falar”, resumiu.

Martelotte ainda revelou surpresa com a postura rubro-negra, que concilia a Série A com a final da Copa do Brasil – no meio desta semana, os atleticanos irão até o Maracanã para medir forças com o Flamengo. Em Curitiba, empate por 1 a 1.

“Trabalhamos imaginando uma coisa para o jogo, que foi totalmente diferente. Confesso que me impressionei. Teoricamente, eles estariam focados na Copa do Brasil, mas vieram com tudo. Até pareceu que era a gente que estava poupando os jogadores”, comparou.

Já rebaixado para a segunda divisão nacional, o Timbu voltará a campo no próximo final de semana, visitando o ameaçado Vasco no Maracanã. A equipe dos Aflitos, que chegou ao 11º revés consecutivo, amarga a lanterna e os míseros 17 pontos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade