Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Silas lamenta chances desperdiçadas pelo Coelho contra o São Caetano

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG desperdiçou contra o São Caetano mais uma oportunidade de chegar ao G4 e passou a ver o sonho do acesso ficar mais distante após ter empatado com o Azulão em 1 a 1. O técnico Silas lamentou as inúmeras chances de gols perdidas pela equipe americana, que terá que torcer contra os adversários diretos e ainda vencer os jogos restantes para tentar retornar para elite do futebol brasileiro.

“A gente está se lamentando pelas oportunidades perdidas, porque mesmo tendo uma arbitragem contrária não ao América-MG, mas desfavorável ao jogo, a gente criou aos 37 minutos do segundo tempo a grande chance com o Vitor Hugo. Era para fazer o dois a um e liquidar o jogo, e a gente não conseguiu. Depois tivemos com o Marcão, com o Alessandro, com o Elsinho e também com o Elvis. Acho que tivemos chances, mas não matamos o jogo”, disse.

Apesar de não ter gostado das falhas na hora de concluir as jogadas, o comportamento defensivo do time agradou ao treinador americano. “Acho que a gente só dormiu na hora do gol. Naquele esquema que o gandula pega a bola e joga rápido, uma coisa que alguns estádios estão acostumando a fazer, tomamos o gol. Mas, dali onde eu estava não dava para ter uma boa posição de todo o jogo. Acho até que a iluminação não estava boa, então tenho que assistir ao jogo novamente, com calma, para ver onde mais erramos”, comentou.

Silas avaliou como positiva a disposição da equipe em campo após o gol sofrido. “O time, em momento algum, se desesperou. O árbitro foi amarelando todo mundo e eu disse para eles que tem jogo que temos que passar por cima de tudo e eles conseguiram. Eu diria que faltou o gol para coroar a grande atuação que veio após os 30 minutos do segundo tempo”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade