Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Sonhando com o acesso, Icasa encara o motivado Paysandu no Romeirão

Juazeiro do Norte (CE)

O Icasa tem, nesta sexta-feira, mais um grande desafio na caminhada rumo ao possível acesso à primeira divisão nacional. Em um bom momento e ‘no limite’ do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, o Verdão do Cariri encara o motivado Paysandu, às 21h50 (de Brasília), no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte. O jogo será válido pela 36ª rodada da segunda divisão do futebol brasileiro.

O Icasa é o quarto colocado da competição nacional e possui a mesma pontuação de seu rival e quinto colocado, Ceará - o time de Juazeiro leva a vantagem no número de vitórias (17 a 15). Na última rodada, o Verdão do Cariri bateu o Bragantino fora de casa por 2 a 1 e se manteve no grupo das equipes que garantirão vaga na Série A do ano que vem. Assim, restando apenas três rodadas, ficou ainda mais próximo do histórico acesso à elite nacional.

Isto porque os dois próximos jogos da equipe cearense serão disputados no estádio Romeirão, local no qual possui 11 vitórias, dois empates e somente quatro derrotas na Série B. A vaga para a primeira divisão, aliás, pode ser assegurada nestes dois jogos. Para isto, o Icasa tem que vencer Paysandu e Chapecoense, e torcer por uma combinação improvável de resultados: o Sport não pode somar mais do que dois empates contra Paraná (em casa) e Boa Esporte (fora); o Ceará tem que, no máximo, conseguir uma vitória diante de Guratinguetá (fora) ou Palmeiras (fora); e o Figueirense não pode somar mais que um triunfo contra Oeste (fora) e ASA (em casa).

“Temos que ter humildade. Faltam três jogos ainda. Conseguimos um resultado importante diante do Bragantino. Tomamos um sufoco no final, mas conseguimos três pontos”, disse o técnico Sidney Moraes, que aproveitou para avaliar o adversário desta sexta-feira. “Vamos ter um rival difícil sexta-feira que é o Paysandu, que briga para não cair. Então temos dificuldade nesse jogo também. Temos que recuperar os jogadores e não deixar que qualquer euforia nos atrapalhe”, acrescentou o treinador, que deve repetir a mesma formação que venceu o Bragantino na última terça.

Pelo lado do Paysandu, a situação é completamente diferente da do Icasa. Enquanto o Verdão do Cariri luta para manter-se no G-4, o Papão briga para sair da zona de rebaixamento à terceira divisão nacional. O time bicolor é o 17º colocado e possui a mesma pontuação do ABC, primeiro time fora da zona da degola. A equipe paraense, no entanto, vem motivada nas últimas rodadas. Amargou apenas uma derrota nos últimos cinco compromissos, e venceu o provável campeão da segunda divisão nacional, Palmeiras, na terça-feira, no Mangueirão.

Para o Papão, porém, o resultado diante dos paulistas deve ser lembrado apenas para deixar moral para o jogo contra o Icasa. “É sempre bom ganhar, ainda mais em cima de um time que está liderando a Série B, é campeão. Então isso dá mais ânimo, uma força para todo o grupo”, disse o zagueiro Fábio Sanches, antes de revelar o que o Paysandu deve fazer para bater o Verdão do Cariri. “A gente tem que ir lá e fazer um jogo inteligente. Sabemos que a equipe deles está brigando pela parte de cima, então vai querer uma vitória de qualquer jeito”, acrescentou.

Sem desfalques, o treinador Vagner Benazzi poderá escalar o time com força máxima. A tendência é que o comandante não faça muitas alterações entre os titulares e repita praticamente e mesma escalação que começou a partida contra o Palmeiras, na última terça. As únicas mudanças devem acontecer no setor ofensivo: Eduardo Ramos deve entrar no lugar de Djalma ou Diego Barboza. No ataque, Careca pode voltar a fazer dupla com Marcelo Nicácio, deixando Heliton como opção para o decorrer do jogo.

FICHA TÉCNICA
ICASA X PAYSANDU

Local: Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE)
Data: 15 de novembro de 2013 (sexta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)

ICASA: João Ricardo; Naylhor, Luis Gustavo e Luiz Otávio; Neilson, Gilmak, Guto (Gabriel), Chapinha e Gustavo Goiano (Roberto); Juninho Potiguar e Leandro.
Técnico: Sidney Moraes.

PAYSANDU: Matheus; Pikachu, Fábio Sanches, Leonardo e Pablo; Zé Antônio, Vanderson, Djalma (Eduardo Ramos) e Diego Barboza (Eduardo Ramos); Héliton (Careca) e Marcelo Nicácio
Técnico: Vagner Benazzi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade