Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Sueco afirma que quase substituiu Ferguson no United em 2002

Manchester (Inglaterra)

Treinador da seleção inglesa entre 2001 e 2006, Sven-Goran Eriksson garantiu seu nome na história do futebol britânico ao comandar o time nacional em duas edições da Copa do Mundo: 2002 e 2006. Entretanto, em trecho de sua obra autobiográfica, o técnico sueco revelou que poderia ter dado outro rumo a sua carreira, tendo chance de substituir o escocês Alex Ferguson no Manchester United em 2002.

“Tinha vínculo com a seleção inglesa até o final do Mundial de 2006 e, caso rescindisse, teria sido muito criticado. Mas aquela foi minha oportunidade de treinador o Manchester United, pois o contrato já estava assinado”, afirmou o sueco.

Após deixar o comando da seleção, Eriksson treinou a Costa do Marfim na Copa do Mundo de 2010, sucumbindo na fase de grupos diante de Brasil e Portugal. Passou também pelo México, entre 2008 e 2009, além de Manchester City, Leicester City, Tero Sasana (Tailândia) e, atualmente, está à frente do Guangzhou R&F (China).

Ferguson, por sua vez, é o técnico que mais tempo passou no comando de um clube na história do futebol. O escocês chegou ao United em 1986 e ajudou a equipe a vencer 13 vezes o Campeonato Inglês (incluindo o deste ano), duas vezes a Liga dos Campeões da Europa e outras duas o Mundial de Clubes. Ao todo, foram 38 taças erguidas.

As conquistas com o time inglês acabaram rendendo ao técnico o título de Sir, dado pela Coroa Britânica. Após 27 anos à frente do Manchester, Ferguson optou por deixar o comando da equipe ao término na última temporada. Para o lugar do experiente técnico, de 71 anos, foi contratado o também escocês David Moyes, que estava no Everton há 11 temporadas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade