Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Técnico do Chile pedirá ao Verdão treino especial por Valdivia na Copa

São Paulo (SP)

A contratura muscular que fez Valdivia sair do banco e atuar só em 37 minutos da derrota do Chile para o Brasil, na terça-feira, deixou o técnico da seleção apreensivo. Jorge Sampaoli já avisou que pedirá ao Palmeiras um tratamento especial para o meia ter condições de jogar a Copa do Mundo no ano que vem.

O jornal chileno La Terceradivulgou a intenção de Sampaoli. “Fico preocupado com as lesões que ele vem apresentando porque vêm se repetindo. Vamos ter que trabalhar muito na sua recuperação para que chegue em sua plenitude máxima no Mundial”, afirmou o treinador, que em setembro vetou a viagem do jogador para enfrentar a Espanha por medo de desgaste no trajeto à Europa.

O periódico relata que o fisioterapeuta cubando José Amador tem feito visitas periódicas a São Paulo para acompanhar Valdivia e existe a possibilidade de fazer uma pré-temporada com o preparador físico Juan Pinto Duran, da comissão técnica da seleção, em janeiro se houver o aval do Verdão.

O problema é que Valdivia já causou problema neste ano com tratamento especial. Chegou à pré-temporada com quatro dias de atraso alegando ter treinado durante as férias no Chile, mas sem avisar o clube e foi multado – diante das críticas, garantiu que não repetiria o gesto para 2014.

AFP
Meia voltou a se queixar de dor muscular após sair do banco e jogar 37 minutos na derrota para o Brasil
Em abril, o jogador reclamou de dores que o deixaram fora de jogos por mais de 100 dias e, então, Gilson Kleina, decidiu poupá-lo não só de treinos, mas sacando-o durante as partidas ou até deixando-o no banco. O meia, porém, avisou que não atuava por mais tempo somente por conta do técnico, gerando mal estar.

O camisa 10, porém, sempre deixou claro que a seleção é sua prioridade, e aceita um tratamento especial. “Sou o primeiro a querer chegar bem ao Mundial. Quero dar o meu melhor para estar na Copa do Mundo. Depende unicamente de mim. E assumo que seria importante ter um trabalho específico, mas o importante é a minha disposição.”

O jogador mais caro do elenco do Verdão, contudo, só pensa em evitar desgaste, mesmo com dois jogos ainda por fazer pelo clube na temporada. “Reapareceu uma lesão antiga durante o jogo contra o Brasil. Agora só me resta descansar”, declarou Valdivia, ainda sem se apresentar ao clube.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade