Futebol/Bastidores - ( )

Teisa ajudará Santos na busca por reforços; Marlone e Love na mira

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

O Santos luta para se manter na disputa por uma vaga na próxima Copa Libertadores da América. Mas, em paralelo a reta final do Campeonato Brasileiro, o Peixe tenta se planejar para 2014. Ciente de que precisa de reforços, o clube praiano deve contar com o apoio da Teisa (Terceira Estrela Investimentos S.A), grupo composto por empresários ligados à diretoria santista, na busca por reforços.

O fundo, que já trouxe jogadores para o time alvinegro em outras ocasiões, apresentou os investimentos feitos ao Conselho Deliberativo, em reunião na última terça-feira. Na oportunidade, a Teisa também anunciou que terá R$ 5 milhões para investir em contratações no próximo ano – a ideia é tentar aumentar o capital para investimentos.

Dentro deste panorama, nomes começam a surgir como possíveis reforços. O meia Marlone, destaque do Vasco no Brasileirão, é um dos atletas que interessa e pode desembarcar na Vila Belmiro no ano que vem.

Com um salário baixo – aproximadamente R$ 20 mil por mês –, o jogador cruzmaltino, de 21 anos, tem 60% dos seus direitos econômicos presos ao Vasco. O restante pertence a um grupo de empresários.

Os alvinegros devem investir em atletas jovens e cujas multas rescisórias sejam baixas. Porém, grandes contratações não estão descartadas. Para o ataque, por exemplo, o chileno Vargas, do Grêmio, mas que tem os direitos federativos presos ao Napoli (Itália), está entre os nomes que interessam e poderia chegar por empréstimo.

O centroavante Vagner Love, do Shandong Luneng (China), é outro que estaria na mira. No entanto, Love só poderia ser contratado, caso o Santos arranjasse alguma parceria que ajudasse a custear a transferência, devido aos altos valores envolvidos na operação.

O técnico Claudinei Oliveira, cuja situação segue indefinida, pois o seu contrato se encerra no fim do ano e o Peixe ainda não anunciou se irá ou não permanecer com o seu trabalho, destacou que não tem participado da discussão de nomes de possíveis reforços para a próxima temporada.

“Não tenho tido muitas conversas em relação a nomes. Estou cuidando mais do planejamento para 2014, pré-temporada, entre outras coisas. Em termos de nomes, não tenho falado nada com a direção. Estou mais focado no meu trabalho no dia-a-dia”, disse Claudinei.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade