Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tite se emociona e elege eliminação contra o Boca como maior momento

Helder Júnior São Paulo (SP)

O técnico Tite foi campeão paulista, brasileiro, continental e mundial pelo Corinthians. O momento mais marcante da trajetória que será encerrada ao término do Campeonato Brasileiro, contudo, ocorreu após uma eliminação. O gaúcho ainda se emociona quando rememora a queda diante do argentino Boca Juniors, na Copa Libertadores da América deste ano, quando a torcida reagiu com muita cantoria no Pacaembu.

“Alguns títulos são marcantes, mas, quando fomos desclassificados da Libertadores... Vou levar o título do reconhecimento para o resto da vida. Os torcedores ficaram uns dez minutos aplaudindo os atletas. Essa gratidão por parte do público me deixou profundamente feliz. Fiquei muito agradecido”, comentou Tite, cuja saída do Corinthians foi confirmada pelo presidente Mário Gobbi na manhã desta sexta-feira.

Já campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes no ano anterior, o Corinthians empatou por 1 a 1 com o Boca naquela noite de 15 de maio – havia perdido por 1 a 0 em La Bombonera. A atuação desastrosa do árbitro paraguaio Carlos Amarilla no Pacaembu ainda irrita Tite tanto quanto o carinho dos torcedores o emociona.

“O que aconteceu contra o Boca foi um reconhecimento sem título, a maior das emoções. As pessoas tiveram a dimensão moral de que não se pode vencer a qualquer custo e que ali perdemos por algo escuso, porco. Todo o mundo que estava no estádio viu isso”, voltou a protestar, antes de rememorar, sorrindo, passagens marcantes das campanhas dos títulos brasileiro, da Libertadores e do Mundial.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Tite ficou bastante emocionado ao se dirigir à torcida e rememorar momentos marcantes de sua trajetória
Com tantas histórias em mais de três anos de Corinthians, Tite ficou com os olhos marejados em diversos momentos de sua entrevista coletiva. Chegou a se afastar da mesa, a respirar fundo e a levantar as mãos ao rosto para conter as lágrimas. “Parem de me pegar pelo lado da emoção”, pediu o técnico, sem imaginar como será a sua despedida dos torcedores no Pacaembu, contra o Internacional, em 1º de dezembro. “Só posso responder depois. Mas quero ter a mesma sensação de quando coloco a cabeça no travesseiro e fico em paz.”

Quando lhe pediram para se dirigir diretamente para os torcedores do Corinthians, Tite ficou alguns segundos em silêncio e só conseguiu repetir uma palavra. Sua reação foi bem diferente daquela com muita gritaria e cantoria dos torcedores após a queda contra o Boca. “Obrigado. Obrigado. Obrigado”, despediu-se o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade