Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Vasco tem de vencer três dos quatro jogos restantes para escapar

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro com 37 pontos, o Vasco sabe que os matemáticos de plantão colocam 46 como o número mágico de pontos para um time afastar qualquer possibilidade de queda para a Segunda Divisão. Faltando quatro jogos para acabar a competição, o Cruzmaltino sabe que a conta é muito simples: tem que vencer três vezes. Por isso, aumentou consideravelmente a importância do confronto deste domingo, às 17 horas de Brasília, contra o Corinthians, no Pacaembu, em São Paulo, pela 35ª rodada.

O técnico Adilson Batista e os jogadores esperavam ter pontuado na noite de quarta-feira, diante do Grêmio. Mas a derrota de 1 a 0 em Porto Alegre (RS) acabou deixando o time ainda mais pressionado. Assim, a vitória sobre o Corinthians é vista como fundamental tal como ganhar os dois confrontos seguintes, que serão disputados no Rio de Janeiro (RJ), contra o já campeão Cruzeiro e diante do já rebaixado Náutico.

Tudo para evitar precisar do resultado da última rodada, diante do Atlético-PR, em Curitiba (PR). Isso porque a vitória, para o Furacão, pode ser interessante para definir, por exemplo, uma classificação para a fase de grupos da próxima Copa Libertadores.

“A coisa está caminhando para se definir na última rodada, o que não seria o ideal. Por isso temos que trabalhar muito, pois é possível sair da zona de rebaixamento e garantir a permanência na Primeira Divisão do Brasileiro”, analisou Adilson.

Os jogadores do Vasco não falam na Matemática, mas entendem que é preciso um esforço fora do normal para conseguir a permanência na elite do futebol nacional. Coritiba, Portuguesa, Criciúma, Bahia, Fluminense e Ponte Preta são os rivais do Cruzmaltino nesta disputa.

“Não dá muito para ficar projetando a pontuação, pois isso muda muito a cada rodada, já que tem momentos que um bloco começa a ganhar e outro começa a perder. O fundamental é tentarmos ganhar essa partida contra o Corinthians. Pois, se isso acontecer, podemos dar um passo gigantesco para atingir o nosso objetivo, já que as duas partidas seguintes serão no Rio de Janeiro”, disse o volante Wendel.

Para a partida contra o Corinthians, Adilson Batista vai contar com o retorno do lateral esquerdo peruano Yotún, que cumpriu suspensão diante dos gremistas e volta a ficar à disposição. No Sul, o volante Wendel foi improvisado na lateral. O desfalque da vez é o volante Pedro Ken, que foi advertido com o terceiro cartão amarelo em Porto Alegre.

A definição da formação que vai a campo deverá acontecer no treino previsto para a manhã desta sexta-feira, em São Januário. No sábado acontece um recreativo, também pela manhã, e depois a delegação segue para a capital paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade