Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Wendel cita proposta estrangeira, mas aceita oferta do Verdão para ficar

William Correia São Paulo (SP)

O único jogador que participou das duas campanhas do Palmeiras na Série B do Brasileiro espera assinar nas próximas semanas a sua renovação com o clube. Wendel deu entrevista coletiva nesta quinta-feira ao lado de sua filha, Gabriela, avisando que já entrou em acordo com a diretoria e abriu mão até de atuar no exterior para permanecer no elenco.

“Já está bem encaminhado da minha parte. Conversei com o presidente (Paulo Nobre), o (diretor executivo José Carlos) Brunoro e o Omar (Feitosa, gerente de futebol). Da minha parte, já está tudo certinho”, informou o volante, que termina a temporada como titular na lateral direita.

O camisa 13, vinculado ao Verdão desde 2003, abriu mão até de um aumento salarial para prorrogar o contrato e ouviu dos dirigentes a promessa de que assinará o novo compromisso após a conclusão da Série B, que acaba no próximo dia 30. “Eles só me mandaram esperar o final do campeonato e creio que tudo vai dar certo.”

Em mais de dez anos como atleta do Palmeiras, Wendel só saiu por empréstimo, sendo emprestado com aval de Vanderlei Luxemburgo para o Santos, em 2008, e durante a última passagem de Luiz Felipe Scolari, atuando por Goiás, Atlético-PR, Barueri e Ponte Preta entre 2010 e o ano passado.

“Recebi propostas do Brasil e de fora, mas a prioridade é o Palmeiras. É ano do centenário e tem a Arena. Já joguei muito no antigo Palestra Itália, quero jogar também no estádio reformado”, declarou o volante de 32 anos, que se diz palmeirense e já expôs publicamente a sua vontade de se aposentar no Verdão.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Volante deu entrevista ao lado de sua filha, Gabriela, e avisou que já entrou em acordo com a diretoria

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade