Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Willians critica técnico Clemer: "Tem jogadores e não faz nada"

Caxias do Sul (RS)

O torcedor do Inter que vaiou o time após o 0 a 0 com o Coritiba, em Caxias do Sul, teve um representante em campo na sua indignação. Willians não poupou o técnico Clemer por ter feito apenas uma substituição em meio aos erros de finalização da equipe.

“Ele tem jogadores e não bota para jogar. Tem três substituições para fazer e não faz nada”, reclamou o volante, que só viu o treinador trocar o lateral direito Ednei pelo meia Alex enquanto o atacante Diego Forlán assistia do banco de reservas à sequência de falhas dos colegas nos arremates.

Quem se manifestou de forma mais contrária a Willians foi Leandro Damião. “O treinador é o Clemer e estamos com ele, vamos trabalhar para ajudá-lo. Não é enchendo o time de atacante que vamos vencer. E não adianta ficar falando, tem que ser homem e continuar trabalhando”, afirmou o centroavante.

Alexandre Lops/Divulgação/Internacional
Volante se irritou ao ver Forlán no banco e só uma substituição feita enquanto time perdia gols
Logo após a declaração de Willians, o clube passou a trabalhar uma forma de amenizar o caso. Clemer tratou o assunto sem indisposição durante sua entrevista coletiva, mas também se negando a dar detalhes sobre algo que ele garantiu já estar resolvido. O técnico só queria deixar o caso para trás.

“Ele falou de cabeça quente, todos aqui querem ganhar. Mas foi tudo resolvido lá dentro do vestiário, sem problema nenhum, como sempre resolvemos o que precisa ser resolvido lá dentro. Não adianta tentar criar um problemão com uma declaração que não influencia em nada. Segue o baile”, disse o treinador.

O diretor de futebol Marcelo Medeiros também tratou de não valorizar demais à clara crítica pública do jogador a seu comandante. “Faz parte. Ele saiu indignado, apenas isso, mas aqui tem hierarquia, não tem crise”, acalmou o dirigente.

Clemer ainda se defendeu, satisfeito com a produção de jogadas. “Não adianta encher o time de atacantes e abrir atrás. Se tomássemos um gol, ficaria difícil. O time jogou bem, criou. Só faltou qualidade para fazer o gol. Foi só um detalhezinho”, minimizou o ex-goleiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade