Corrida Internacional de São Silvestre - ( )

Campeão de 97 se prepara para correr a São Silvestre entre anônimos

André Sender São Paulo (SP)

Um campeão anônimo em meio a uma multidão de corredores. Este deve ser o fim de ano de Émerson Iser Bem, vencedor da Corrida Internacional de São Silvestre de 1997, em que derrotou o queniano Paul Tergat. O paranaense, já aposentado, deve participar novamente da prova, mas desta vez longe da competitividade do grupo de elite.

Iser Bem será um dos mais de 27 mil corredores que transformarão a prova da manhã do dia 31 de dezembro em parte das comemorações de fim de ano. Mesmo depois de aposentado, ele mantém na rotina a participação na prova que o tornou conhecido em todo o Brasil.

“Eu gosto muito da São Silvestre, ela marca o final do ano, é muito especial. Por esse simbolismo todo, é uma prova única. Nesse sentido, não gosto de perder”, revelou Emerson. “Estava com uma pequena tendinite me atrapalhando, mas é bem provável que eu corra mais uma vez”, explicou o brasileiro.

Iser Bem ganhou fama nacional ao vencer a São Silvestre de 1997, em que o favorito a ficar com a vitória era Paul Tergat, então campeão das duas edições anteriores do evento, medalha de prata na prova dos 10.000 metros nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996 e tricampeão do Mundial de Cross Country.

Acervo/Gazeta Press
Émerson Iser Bem ganhou a São Silvestre de 1997 e participará novamente da prova este ano

Apesar das glórias e da projeção causadas pela vitória em São Paulo nos anos 1990, o paranaense acredita que a participação longe do pelotão de elite da São Silvestre pode ser até mais divertida do que a briga pelos primeiros lugares do pódio.

“A gente não tem mais a obrigação da competição, a necessidade de vencer e por isso é muito mais prazeroso agora, para falar a verdade. Você corre com um grupo de pessoas envolvidas de outra forma na prova. É apaixonante ter esses dois mundos passando pelas mesmas ruas. Acho que não existe outro esporte que proporciona isso”, avaliou Iser Bem.

Assim como na temporada passada, a São Silvestre de 2013 será disputada no período da manhã. A primeira largada, para corredores cadeirantes, será às 6h50 (de Brasília), seguida pela largada dos portadores de necessidades especiais, às 6h55. Às 8h40, a corrida terá início para o pelotão de elite feminino, enquanto o pelotão de elite masculino largará às 9 horas, junto com o pelotão especial e os demais competidores.

A prova começará na Avenida Paulista, na altura da rua Frei Caneca, e terá a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na Avenida Paulista, no número 900.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade