Corrida Internacional de São Silvestre - ( - Atualizado )

Com guia, Fábio novamente vence entre atletas com deficiência

Lucas Mariano, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Portador de deficiência visual congênita, Fábio, de 28 anos, manteve o ótimo desempenho visto no ano passado e novamente foi o mais rápido entre os atletas com deficiência na 89ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, disputada na manhã desta terça-feira.

Apesar de novamente ter sido o primeiro a cruzar a linha de chegada, Fábio, desta vez, contou com o auxílio de Douglas Brito, que correu ao seu lado como guia pela primeira vez. O atleta, que começou a ter problemas na visão aos 11 anos, passou a contar com a ajuda do guia por ter perdido mais a visão durante 2013. Hoje, ele o considera fundamental.

“O Douglas foi meu guia durante a prova, está sendo meu ponto de referência e está sendo muito importante porque é difícil fazer tangência na rua sem ajuda. Às vezes, é difícil me localizar quando estou em alta velocidade. Treinamos todos os dias, até dobramos de vez em quando, de segunda a domingo, treinamos 14 dias e descansamos um, e assim vai”, disse Fábio.

Dedicando-se a competições de nível nacional há mais de três anos, o atleta terminou o Circuito Paralímpico em novembro, teve um tempo para descansar e logo iniciou seus preparativos para a São Silvestre. Com seis dias de folga antes de retomar os treinamentos, ele tem uma calendário cheio e metas traçadas para o futuro, tendo como principal objetivo disputar o Campeonato Mundial Paralímpico de Atletismo, em 2015.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Fábio tem como meta disputar o Mundial Paralímpico de 2015

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade