Atletismo/São Silvestre - ( - Atualizado )

Diretora chama público a correr São Silvestre da poltrona do cinema

Helder Júnior São Paulo (SP)

A diretora Lina Chamie está entusiasmada com a estreia do filme “São Silvestre”, em exibição em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Curitiba a partir desta sexta-feira. Para a cineasta, o público que for aos cinemas terá a oportunidade de se sentir como um verdadeiro atleta da prova paulistana, tradicionalmente realizada em 31 de dezembro.

O longa de Lina conta apenas com um ator, Fernando Alves Pinto, que correu a edição de 2011 da São Silvestre com uma câmera acoplada no corpo. As imagens registraram as passadas, a respiração e os gestos para externar emoção do personagem de estar em um evento com mais de 25.000 atletas na ruas de São Paulo.

“Não se deve esperar um documentário tradicional, mas quem assistir de coração aberto vai se emocionar. Quem já correu a São Silvestre vai se reconhecer. Quem nunca correu, vai correr a São Silvestre na poltrona do cinema! O filme, mesmo em sua narrativa sensorial, não deixa de ser uma homenagem a São Paulo e a todos os corredores”, discursou Lina.

Mesmo antes da estreia, “São Silvestre” tem colecionado elogios da crítica especializada. “Estamos muito felizes! É importante dizer que a corrida de São Silvestre nunca foi filmada, e é uma honra poder de alguma forma agregar a sua história num filme. Eternizá-la”, definiu a diretora, incluindo o ator Fernando Alves Pinto em seu comentário.

Nesta sexta-feira, contudo, Lina Chamie sairá de cena e deixará as poltronas dos cinemas – e consequentemente as ruas paulistanas – apenas para o público. “Já estive numa vibrante sessão para convidados. Agora é a hora de o filme encontrar o público e trazer a emoção da cidade onde vivemos e dessa corrida tão carismática”, disse.

Divulgação

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade