Atletismo/São Silvestrinha - ( - Atualizado )

Garotos encaram sol forte e se divertem na 20ª São Silvestrinha

Marcos Guedes e Yan Resende* São Paulo (SP)

O estádio Ícaro de Castro Mello, em São Paulo, recebeu na manhã de sábado a 20ª edição da São Silvestrinha, versão infanto-juvenil da tradicional Corrida de São Silvestre. Quase mil garotos de seis a 15 anos encararam um sol forte e se divertiram na pista de atletismo do complexo do Ibirapuera.

A temperatura superou os 30º C durante praticamente toda a programação, iniciada com uma largada falsa, às 9h14. As meninas de seis anos da primeira bateria acabaram se confundindo e partiram antes que soasse a buzina, sendo a prova reiniciada instantes depois.

Daí até a última disputa, às 11h54, houve brigas acirradas, triunfos tranquilos e alguns tombos. Os atletas foram incentivados pelo público da arquibancada, formado por pais e corredores da São Silvestre adulta, que retiraram seus kits no ginásio do Ibirapuera e aproveitaram para prestigiar o esforço dos mais jovens.

Fernando Dantas/Gazeta Press
A alta temperatura não tirou o sorriso do rosto dos garotos que correram a São Silvestrinha
“Correu tudo como era planejado. Vieram pessoas de todos os Estados, e isso é uma alegria para a gente. Eu me surpreendi com a presença de alguns técnicos de renome aqui, como o Clodoaldo (Lopes do Carmo), que é técnico da Seleção Brasileira. Isso é muito interessante”, afirmou Mauro Chekin, presidente da Federação Paulista de Atletismo (FPA), entidade que organizou a prova em parceria com a Fundação Cásper Líbero.

Confira os resultados da edição 2013 da São Silvestrinha

Nem só técnicos conhecidos estiveram no Ícaro de Castro Mello. José João da Silva, campeão da São Silvestre em 1980 e em 1985, apareceu na premiação. Carlos Chinin, sexto colocado no decatlo no último Mundial, prestigiou a prova e incentivou dois sobrinhos, Lucas e Pedro, a participar.

Lucas, de seis anos, correu 50 metros, chegou em terceiro em sua bateria e prometeu voltar. Como tem dez, Pedro esteve em uma bateria de 100 metros. Os atletas de 14 anos correram 400 metros, completando uma volta na pista. Os de 15 fecharam a programação suando por 600 metros.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade