Corrida Internacional de São Silvestre - ( - Atualizado )

Melhor brasileiro em 2012 mira primeiro lugar com 44min cravados

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Assim que cruzou a linha de chegada como o quarto melhor colocado da 88ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, com 44min50s, Giovani dos Santos avisou que, da próxima vez, seu objetivo seria completar os 15km abaixo de 44 minutos. Um ano depois, refeita a conta, o melhor brasileiro de 2012 acredita que possa ser o campeão da prova com 44 minutos cravados.

"Minha meta é essa. Eu fiz um bom treinamento, vou chegar 100% e pretendo fazer esse tempo, que pode dar o título da prova, já que o Kipsang (Edwin Kipsang, do Quênia) ganhou no ano passado com 44min04s. Se ele e os outros quenianos não baixarem o tempo deles, tenho chance de ser o campeão", calcula.

Além de Kipsang, Giovani foi superado há um ano por outros dois corredores do Quênia: Joseph Kachapin Aperumoi (44min14s) e Mark Korir (44min21s). Nesta temporada, reencontrou seus rivais ao longo do calendário e viu sua confiança aumentar principalmente depois de ter batido um deles.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Giovani dos Santos quer subir mais degraus no pódio depois de ter ficado em quarto lugar no ano passado
"Fiz muitas provas contra eles. A Meia (Maratona Internacional) do Rio de Janeiro, a Meia Maratona das Cataratas... Na (Corrida) Integração, de Campinas, eu consegui vencer o Mark Korir, inclusive. Ele é um concorrente muito forte", lembra Giovani, que completou o percurso de 10km da prova de rua interiorana em 28m59s, 1min46s à frente de um de seus principais concorrentes.

Por isso – e também por ter sido campeão da Volta Internacional da Pampulha pela segunda vez –, o brasileiro chegou animado a São Paulo para o último compromisso do ano. Depois de ter ficado 46 segundos atrás do vencedor da edição passada, um dos melhores fundistas do Brasil diz estar ciente do que é preciso para ameaçar a recente hegemonia africana.

"No ano passado, os quenianos desceram muito forte a Pacaembu, e na segunda descida eu não consegui acompanhá-los. Foi ali que eles abriram distância. Neste ano, espero estar colado com eles até chegar na Brigadeiro. Se eu chegar junto, pode esperar que, com certeza, vou fazer o melhor para o Brasil", anima-se Giovani.

Em sua 89ª edição, a São Silvestre tem largada de manhã pela segunda vez na história, com chegada também na Avenida Paulista. O pelotão de elite masculino parte às 9 horas (de Brasília).

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade