Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

40ª rodada: Pleno do STJD reúne Lusa e cariocas para definir degola

São Paulo (SP)

Mesmo depois de o julgamento do atacante Héverton no dia 16 de dezembro, na sede do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio de Janeiro, proporcionar cenas que remetiam a uma rodada extra do Campeonato Brasileiro, com direito à presença de torcedores de Fluminense e Portuguesa, a competição nacional ainda parece longe de uma definição. Nesta sexta-feira, os dois times voltam à sala do 15º andar do STJD, a partir das 11 horas (de Brasília), para a realização do Pleno, a última instância da esfera esportiva da Justiça.

Condenada na Primeira Comissão, a Portuguesa tenta reverter o veredicto que lhe tirou quatro pontos, culminando no rebaixamento da equipe do Canindé. Apesar de seguir com o mesmo advogado, João Zanforlin, o clube paulista deve utilizar outros argumentos para convencer os nove auditores a mudar os rumos do julgamento.

O novo corpo de auditores, aliás, também é uma das apostas da Lusa. Depois de qualificar o primeiro julgamento como “cartas marcadas”, o presidente Manoel da Lupa mostra confiança no fato de ter três paulistas, três cariocas e outros três representantes de estados que não estão envolvidos na disputa judicial. Afinal, a briga para permanecer na elite envolve os gigantes Fluminense e Flamengo.

MP abre caminho para Justiça Comum e mobiliza torcida da Portuguesa

Capez vê situação clara, mas teme armação contra a Lusa no Pleno

Depois de terminar o Campeonato Brasileiro fora da zona de rebaixamento, a Portuguesa foi acusada de entrar em campo com um jogador irregular na última rodada. O STJD não perdoou, condenou os lusitanos, que perderam quatro pontos e entraram na degola. Desta forma, o Fluminense, que caíra para a segunda divisão dentro de campo, conseguia escapar, na Justiça, pela terceira vez.

Logo após a decisão do ‘Caso Heverton’, o Tribunal também não aceitou os argumentos defendidos pelo Flamengo e também classificou a escalação de André Santos como irregular. O clube da Gávea, portanto, perdeu quatro pontos, e só não foi rebaixado por causa da punição da Portuguesa – apesar de também ter sido ultrapassado pelo Fluminense.

Arte GE.Net
Portuguesa, Fluminense, Vasco e Flamengo esperam definição sobre rebaixamento na Série A nesta sexta-feira
Sendo assim, o novo julgamento nesta sexta-feira abre três possibilidades para definir a degola. Caso Portuguesa e Flamengo consigam a absolvição, o Fluminense jogará a segunda divisão em 2014. Se não houver mudança, o clube do Canindé será rebaixado. Para o time rubro-negro cair, ele deve ser condenado e os lusitanos precisam reverter a pena.

Apesar de não participar do entrave, o Vasco da Gama também alimenta esperança de se salvar. O clube de São Januário ainda tenta anular a partida contra o Atlético-PR, na qual foi goleado por 5 a 1, resultado que culminou em seu rebaixamento. Sem ter o pedido acatado em um primeiro momento pelo STJD, resta o sonho de ver o cenário mudar no Pleno desta sexta-feira.

Confira os nove auditores do Pleno:

Alexander dos Santos Macedo (RJ)
Flávio Zveiter (RJ)
Paulo Cesar Salomão Filho (RJ)
Ronaldo Botelho Piacente (SP)
Gabriel Marciliano Júnior (SP)
José de Arruda Silveira Filho (SP)
Caio César Vieira Rocha (CE)
Décio Neuhaus (RS)
Miguel Angelo Cançado (GO)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade