Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Assisinho vira a casaca para defender o Ceará no centenário

Fortaleza (CE)

Depois de perder o centroavante Mota, a diretoria do Ceará agiu rápido para reforçar o setor ofensivo para a próxima temporada. E a solução encontrada foi buscar o veloz Assisinho no rival Fortaleza. O novo integrante do elenco alvinegro não se mostrou incomodado por “virar a casaca” e deixou claro que não deixará de comemorar caso marque sobre o ex-clube.

“Não fui o primeiro e nem serei o último a fazer essa troca. Jogador profissional tem que estar preparado para jogar em qualquer canto. Recebi quatro propostas e a melhor foi a do Ceará, mas entendo o torcedor. É um novo desafio na carreira e quero muito deixar meu nome marcado na história”, declarou o atacante em sua primeira entrevista como atleta do Vozão.

Com as cores do Leão do Pici, Assisinho conquistou a torcida com jogadas insinuantes e gols – foram 25 na temporada --, mas fracassou na missão de levar o Tricolor de Aço de volta à Série B do Campeonato Brasileiro. A segunda divisão nacional, inclusive, é um dos fatores para o cearense de Juazeiro do Norte ter aceitado a proposta do Vovô.

“Jogar pelo Ceará é uma honra e quando surgiu o interesse do clube eu logo aceitei. É um sonho realizado para mim, pois como um bom cearense e sei da grandeza do clube. Também tem a questão do centenário, que só aumenta a vontade do jogador em virar ídolo de um clube”, exaltou o jogador de 26 anos, que acertou vínculo até 2016 com o time de Porangabuçu.

Divulgação/Ceará S.C.
Assisinho passou duas temporadas no Fortaleza, além de defender Icasa, Crato e Cratéus, todos cearenses

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade