Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Atleticanos lamentam desembarque melancólico em Belo Horizonte

Belo Horizonte (MG)

No dia 9 de dezembro, a delegação do Atlético-MG embarcava para o Marrocos com o aeroporto tomado pela torcida, que fazia festa na despedida dos jogadores. Duas semanas depois, o desembarque foi completamente diferente. Nesta segunda-feira, o Galo chegou a Belo Horizonte e encontrou o Aeroporto Internacional de Confins vazio.

A surpreendente eliminação para o Raja Casablanca, do Marrocos, na sefiminal do Mundial de Clubes, fez com que a volta para o Brasil fosse amarga e o peso da derrota não foi aliviado nem mesmo com a conquista do terceiro lugar sobre o Guangzhou Evergrande, da China. Dos poucos atleticanos que deram entrevista após o desembarque, Michel e Luan chamaram a atenção para o amargo voo de volta.

“Foi uma viagem muito dura para nós. Viemos de cabeça inchada por tudo que aconteceu no Mundial. Não era o que a gente queria, mas conseguimos o terceiro lugar, que é muito importante“, falou o lateral Michel, dando importância à medalha de bronze que trazia na mala.

Já o atacante Luan lamentou ver o aeroporto vazio e o mau resultado no Marrocos. “Sem dúvida, não foi da forma que a gente esperava. Saímos daqui com milhares de torcedores fazendo festa, mas infelizmente não deu para trazer o título mundial. Agora é trabalhar muito para chegar lá de novo e trazer este título”, planeja.

De férias, o elenco do Galo volta a trabalhar apenas no dia 20 de janeiro, quando se reapresenta à tarde, na Cidade do Galo, com o novo treinador Paulo Autuori. O Galo faz sua estreia na temporada 2014 no dia 29 de janeiro, quando encara o Minas Futebol, na Arena do Jacaré, em partida válida pelo Campeonato Mineiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade