Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Pela vaga na Libertadores, Atlético-PR duela com o desesperado Vasco

Gazeta Press Joinville (SC)

Atlético-PR e Vasco da Gama chegam a última rodada do Campeonato Brasileiro 2013 em clima de final para definirem seus destinos para a próxima temporada. O duelo marcado para este domingo, às 17 horas (de Brasília), na Arena Joinville, coloca frente a frente equipes com campanhas distintas, mas que precisam do mesmo resultado positivo para alcançar o objetivo. Se por um lado os paranaenses querem a vitória para não depender de ninguém na busca por uma vaga na Libertadores, os cariocas dependem dos três pontos para fugirem da Série B.

Trilhando um caminho inverso a sua própria arrancada no Brasileirão, o Furacão passa por um momento de instabilidade, exatamente quando precisava confirmar sua boa temporada e alcançar seus objetivos. “Escrevemos uma redação nos últimos cinco meses e falta o ponto final. Não podemos deixar um trabalho todo em aberto. É necessário que seja finalizado o trabalho “, avaliou o técnico Vagner Mancini.

Porém, nas últimas oito partidas, apenas duas vitórias, queda na final da Copa do Brasil, risco de ficar de fora da Libertadores e irritação da diretoria com a comissão técnica e alguns atletas. É o caso de Pedro Botelho, que foi cortado do elenco. Quem também está em baixa é o meia Paulo Baier, que já vê até sua renovação de contrato correr perigo em caso de insucesso. Poupado no último fina de semana, o maestro é dúvida e pode perder lugar para Zezinho ou Felipe.

Mesmo jogando em Santa Catarina, o treinador rubro-negro conta com o apoio do torcedor para empurrar o time e transformar Joinville na casa atleticana. “Espero ver o estádio cheio, com o nosso torcedor apoiando da mesma maneira que aconteceu nos outros jogos. Quero que o nosso time tenha uma alta performance e que a torcida jogue junto. Temos apenas uma derrota em nossos domínios. Os atletas sabem como devem jogar em casa”, afirmou.

Pelo lado do Vasco, o clima é de verdadeira decisão. Mesmo se conseguir a vitória, os cruzmaltinos precisam de um tropeço do Coritiba ou uma derrota do Criciúma para escaparem do rebaixamento. Por conta disso, o técnico Adílson Batista adotou o mistério e fez algumas experiências durante os treinamentos da semana. O cariocas têm dois desfalques certos: o zagueiro Luan e o volante Guiñazu estão suspensos. Para a vaga do argentino, Wendel é o substituto. Já na outra posição, Renato Silva é o favorito para assumir o posto ao lado de Cris. Só que o jovem Jomar corre por fora pela posição.

Outra dúvida deixada por Adílson Batista é sobre a presença do meia Bernardo. O jogador, que se recuperou de uma grave lesão, foi bem contra o Náutico e chegou a treinar entres os titulares. Sua escalação foi deixada em aberto. Caso comece a partida em Joinville, ele vai substituir o jovem Thalles. Assim, Marlone será adiantado para o ataque ao lado de Edmílson.

Para o comandante cruzmaltino, o Vasco deve entrar em campo focado somente no resultado em campo, sem se importar com os outros resultados. Além disso, a equipe deve ter organização para não ser surpreendida. “Sabemos que precisamos vencer o jogo. O que não podemos é nos abater em função de ouvir gritos, resultados, coisa que percebi no último domingo. O Atlético-PR é um time forte e mostrou ao longo da competição e foi finalista da Copa do Brasil. O Vasco tem que ir com o intuito de vencer o jogo, mas não com cinco na frente, desorganização e loucura que se consegue, é o que tenho passado pra eles”, disse.

O treinador mostrou confiança ao falar sobre a possibilidade de rebaixamento. Adílson Batista lembrou que já trabalhou em clubes que tinham mais chance de cair para a Série B. “Eu falei em outra oportunidade que trabalhei com 93% de risco de cair e nós conseguimos reverter no próprio Grêmio. Estou bem confiante agora”, finalizou.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X VASCO-RJ

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 08 de dezembro de 2013, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Marcio Eustaquio S. Santiago (Fifa-MG) e Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; Deivid, João Paulo, Paulo Baier (Zezinho ou Felipe) e Everton; Marcelo e Ederson.
Técnico: Vagner Mancini

VASCO: Alessandro, Fagner, Renato Silva (Jomar), Cris e Yotún; Abuda, Wendel, Pedro Ken e Marlone; Thalles (Bernardo) e Edmílson
Técnico: Adílson Batista

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade