Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Bayern coloca favoritismo à prova contra Raja e sonho marroquino

Marrakesh (Marrocos)

Ninguém hesita em cravar o Bayern de Munique como franco favorito à conquista do Mundial de Clubes. Mas a partida deste sábado, às 17h30 (de Brasília), está longe de ser apenas um duelo entre um gigante europeu e uma zebra africana. Do outro lado está o Raja Casablanca, empolgado por ter eliminado o Atlético-MG e fazer o povo marroquino sonhar alto.

“Estamos conscientes das expectativas que existem em torno do Raja graças às nossas apresentações no torneio. E ver as pessoas em festa nas ruas confirma esse sentimento. Nosso sonho começou com a classificação para o torneio e continuou até a final. Seria uma pena parar de sonhar agora”, projetou o atacante Mouhssine Iajour em entrevista ao site da Fifa.

Depois de bater o Auckland City e o Monterrey na base da superação, o Raja partiu para cima do Atlético-MG na última quarta-feira e convenceu. De volta a Marrakesh três dias após os 3 a 1 sobre o Galo, os marroquinos reconhecem a superioridade do Bayern e é exatamente disso que eles esperam tirar proveito para aprontarem mais uma surpresa histórica.

AFP
Iajour espera levar as bandeiras do Raja e do Marrocos ao lugar mais alto do pódio no Mundial
“O Bayern é um clube grandioso e histórico, com uma filosofia própria, mas isso não vai nos intimidar. A pressão está sobre o adversário e esperamos ter sucesso nesta maravilhosa partida e conquistar o título”, ressaltou o técnico tunisiano Faouzi Benzarti. Iajour seguiu a mesma linha de raciocínio: “Não tem mais lógica, é dentro de campo que se precisa comprovar favoritismo”.

Se depender de Franck Ribéry, no entanto, o time bávaro não cairá na estratégia marroquina e levará o confronto a sério. A grande estrela da constelação comandada por Pep Guardiola garante que o time está atento aos perigos oferecidos pelo Raja e, principalmente, pela força vinda das arquibancadas do estádio de Marrakesh.

AFP
Ribéry tem a responsabilidade de conduzir o favorito Bayern dentro de campo
“Nós pudemos acompanhar a semifinal pela televisão no hotel e sabemos que a atmosfera na final certamente será sensacional também. Não podemos pensar que será fácil conquistar este título. Precisamos estar muito concentrados e jogar com seriedade, pois equipe marroquina é muito forte”, alertou o meia-atacante francês.

Depois de bater os chineses do Guangzhou Evergrande por 3 a 0 na última terça-feira, o Bayern precisa passar pelo Raja Casablanca para confirmar o posto de melhor time do planeta. Os germânicos já haviam faturado as edições de 1976, contra o Cruzeiro, e 2001, contra o Boca Juniors. O centroavante peruano Cláudio Pizarro é o único remanescente do time de 12 anos atrás, enquanto Guardiola faturou o torneio em 2009 e 2011 pelo Barcelona.

FICHA TÉCNICA
BAYERN DE MUNIQUE X RAJA CASABLANCA

Local: Le Grande Stade, em Marrakesh (MAR)
Data: 21 de dezembro de 2013, sábado
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse (ambos do Brasil)

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer; Rafinha, Dante, Boateng e Alaba; Lahm, Thiago Alcântara, Kroos, Gotze e Ribéry; Mandzukic
Técnico: Pep Guardiola

RAJA CASABLANCA: Askri; El Hachimi, Adil Karrouchy, Mohamed Oulhaj e Benlamalem; Erraki, Guehi, Chtibi e Moutaouali; Lajour e Hafidi
Técnico: Faouzi Benzarti

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade