Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Beneficiado, Renato Gaúcho diz: "Não foi o Fluminense que errou"

Rio de Janeiro (SP)

Renato Gaúcho foi anunciado como novo treinador do Fluminense há três dias. Antes, portanto, da decisão em última instância do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de tirar pontos da Portuguesa e confirmar a equipe carioca na primeira divisão. O treinador, porém, obviamente se mostrou favorável ao desfecho do caso.

"Quanto a essa polêmica, não foi o Fluminense que errou, não foi a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) que errou. Então...", disse ao Sportv, caminhando para o gramado do Maracanã, onde participa neste domingo do Jogo das Estrelas organizado pelo também ex-jogador Zico.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Último clube do treinador havia sido o Grêmio
A polêmica se deu porque a Portuguesa escalou irregularmente o meia Héverton – então suspenso – na última rodada do Campeonato Brasileiro. O time paulista perdeu o ponto ganho na partida mais três por regulamento, terminando com pontuação insuficiente para se livrar da Série B e mantendo o Fluminense na elite. O departamento jurídico rubro-verde alegou não ter sido notificado do julgamento do jogador, mas não convenceu o tribunal tanto na primeira instância quanto no Pleno.

Beneficiado pelo erro alheio, o Fluminense agora começa a planejar uma temporada menos sofrível em 2014. Apesar de ter sido contratado há pouco tempo, Renato Gaúcho já tem se movimentado para planejar o próximo ano.

"Por enquanto, estou de férias, mas é lógico que não poderia deixar de pensar no trabalho, no Fluminense. Tenho tido algumas conversas com o Dr. Celso (Barros, presidente da patrocinadora do clube) e o Peter (Peter Siemsen, presidente do clube). Esperamos melhorar um pouco (o grupo) para poder por títulos", falou o treinador.

Até o momento, a principal novidade é Darío Conca, que está de volta à equipe pela qual disputou 210 jogos e anotou 40 gols e foi campeão brasileiro em 2010, ano em que também foi eleito o melhor jogador da competição nacional. O meia argentino deixou o Fluminense em 2011 para atuar no futebol chinês, onde estava até a semana passada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade