Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Carlos Alberto vê falta de respeito do Vasco em caso de doping

Rio de Janeiro (RJ)

Ainda sem clube para a próxima temporada, Carlos Alberto voltou a falar após escapar da suspensão por doping. O meia-atacante deu razão ao Vasco da Gama por ter optado por dispensá-lo depois dos veredictos do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e da Fifa, mas reclamou da maneira como a dispensa foi concretizada pelos dirigentes.

“Não tenho mágoa do Roberto (Dinamite, presidente do Vasco), mas acho que a diretoria não conduziu meu caso de uma forma bacana. Eles tinham todo o direito de não querer a minha permanência, mas fiquei chateado porque a minha saída foi comunicada em um telefonema do Bruno Coev, que era supervisor de futebol”, lamentou, em entrevista à Rádio Globo.

Livre da punição imposta pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), o jogador procura um novo clube para voltar aos gramados em 2014. Uma negociação com o Sporting Braga chegou a ser dada como certa, mas Carlos Alberto negou a informação. Nesta sexta-feira, o jogador aproveitou para garantir que aceitaria voltar a São Januário.

“Nunca deixei de treinar ou jogar, nem quando o meu filho estava na UTI. Isso me deixou muito chateado, pois faltou respeito. Ficou no passado e torci para caramba para o time não cair. Sou um profissional e não tenho nada contra a instituição. Mas passou, e agora eu estou no mercado novamente e não fecho as portas”, declarou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade