Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Clemer avalia final de ano e chance recebida para treinar o Inter

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Apesar de o empate por 0 a 0 com Corinthians ainda não garantir matematicamente o Internacional na elite do Campeonato Brasileiro em 2014, o treinador Clemer falou em tom de missão cumprida em sua coletiva após o jogo. O técnico avaliou a chance recebida para comandar o time interinamente, o fim de ano que passa o clube gaúcho e reconheceu que pode sair do Beira-Rio caso chegue uma proposta para ser treinador principal de outro clube.

“Entrei em uma situação difícil, mas jamais iria recusar o convite de um clube que me deu quase tudo na vida, e que estava passando dificuldade. O Inter procurou muita gente, mas ninguém quis. Para mim era bom, claro que era um risco, mas aceitei. Jamais deixaria o Inter cair para a segunda divisão”, aifmrou o técnico.

A permanência de Clemer no Beira-Rio também é incerta por não se saber qual será o treinador contratado pelo clube para 2014. Abel Braga, técnico de Clemer quando este era goleiro entre 2006 e 2008 no Inter, é o mais cogitado.

“Meu futuro ainda não está certo, tenho que esperar o fim do campeonato. Acho que se aparecer alguma coisa eu vou sair. Se não, vamos ver. Para mim, da direção, não chegou nada ainda”, encerrou o treinador.

Clemer, então técnico dos juniores do Inter, assumiu o comando da equipe principal após a queda de Dunga. Em 12 jogos, fez 13 pontos, aproveitamento de apenas 36,1, mas suficiente para praticamente livrar o time gaúcho do rebaixamento com uma rodada de antecedência.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade