Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Com aval são-paulino, assinatura separa Aloísio do futebol chinês

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Aloísio não vai mais jogar pelo São Paulo. Ele acertará nos próximos dias sua transferência para o Shandong Luneng, equipe chinesa que acabou de tirar o técnico Cuca do Atlético-MG.

O contrato de empréstimo do atacante (registrado pelo empresário Eduardo Uram no Tombense, venceria em 30 de junho de 2014) permite ao São Paulo (atualmente dono de 20% dos direitos econômicos do jogado) exercer a preferência da compra em definitivo ou apenas adquirir parcela maior e aumentar para metade o seu percentual na negociação, o que será feito. O montante restante será dividido entre seus representantes.

A ação tem como fim compensar financeiramente a perda do jogador que mais vezes atuou na temporada e dividiu a artilharia com o badalado Luis Fabiano, com 22 gols. A diretoria, que não o compraria agora, também não tinha interesse em se desfazer dele, mas se viu obrigada por força contratual. De acordo com o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, o acordo exige a liberação em caso de proposta vantajosa para o exterior.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Atacante dividiu artilharia com Luis Fabiano em 2013
A mesma oferta, Aloísio recusou antes da final da Recopa Sul-americana, contra o Corinthians. Segundo ele próprio, "uma proposta que ia mudar minha vida". Procurado novamente a seis meses do final do empréstimo, ele passou a pleitear valorização salarial, depois de ter sido um dos destaques do São Paulo logo em seu primeiro ano com a camisa tricolor - sua imagem foi, inclusive, explorada pelo departamento de marketing. No futebol chinês, receberá salário muito superior.

O seu futuro time é o mesmo que recentemente firmou parceria pelos próximos dois anos com o São Paulo para suas divisões de base. Em janeiro, o técnico Sérgio Baresi, que comandaria a equipe são-paulina na Copa São Paulo de Futebol Júnior, viajará à China acompanhado do preparador físico Sinclair Dantas e de mais três funcionários.

Enquanto não é chamado para a reunião definitiva que selará sua saída, Aloísio curte o final das férias em Araranguá (SC), sua cidade natal, ao lado de familiares. Na noite desta sexta-feira, ele participará de uma partida beneficente na cidade juntamente com amigos locais e jogadores que atuam no futebol europeu, além de ex-atletas.

Além dele, o técnico Muricy Ramalho também não contará com Welliton na reapresentação do elenco, em 6 de janeiro. O empréstimo do Spartak de Moscou vence no domingo, e o clube russo não aceitou prolongar sua permanência no Brasil nos mesmos moldes. O São Paulo pretendia continuar com o atacante, porém não aceitou pagar a quantia pedida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade