Futebol/Mercado - ( )

Com ‘preguiça’ de mudar de time, Neílton prefere ficar no Santos

Bruno Grossi* e William Correia São Paulo (SP)

Neílton começou 2013 com status de estrela. A atuação decisiva na Copa São Paulo de Juniores e as semelhanças com Neymar criaram grande expectativa sobre o jovem criado nas categorias de base do Santos. Entre idas e vindas ao time titular, o atacante perdeu espaço com Claudinei Oliveira e esteve perto de deixar a Vila Belmiro. Para 2014, ele espera que o cenário seja diferente.

Já sem Claudinei, Neílton aguarda a definição do novo comandante do Peixe para a próxima temporada – a tendência é que Oswaldo de Oliveira seja anunciado nesta quinta-feira – para sonhar com mais chances. A diretoria alvinegra, no entanto, ainda não procurou o jovem para discutir um novo contrato, dando margem às especulações.

“Tenho oportunidade de mostrar vontade e trabalho no dia a dia para o treinador novo que vier agora. Não sei ainda se fico, meus agentes estão negociando, mas espero continuar. É o clube que me deu oportunidades, que abriu as portas para que eu pudesse realizar meu sonho como profissional”, declarou o mineiro de 19 anos.

Nos últimos meses, surgiram rumores de que Neílton seria alvo do Sevilla e até mesmo do rival São Paulo. O garoto, entretanto, negou que o time do Morumbi tivesse procurado seus representantes. Além disso, acredita que deixar a Vila Belmiro um ano após sua promoção aos profissionais pode prejudicar sua carreira.

“Isso do São Paulo foram apenas boatos. Não conversei com eles, só estou ouvindo o Santos por enquanto. Deixo para que meu agente resolva e espero que dê tudo certo e que eu permaneça, de coração mesmo. No Santos eu me sinto em casa, estou há seis anos lá e se eu for para outro clube terei que mostrar tudo de novo”, argumentou.

*especial para GE.net

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade