Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Conca revela "carinho diferente" de torcida do Fluminense

Rio de Janeiro (SP)

O meia Dario Conca está concentrado na disputa do Mundial de Clubes da Fifa pelo Guangzhou Evergrande, da China, mas não esconde a ansiedade pela volta ao Fluminense, apesar da possibilidade de jogar a Série B do Brasileiro em 2014. O argentino ressalta a ligação de afeto com o torcedor do clube das Laranjeiras.

“Ter o nome gritado na China não acontece muito. Começou comigo há pouco tempo. Quando entro em campo, eles gritam o meu nome, quando eu volto para o segundo tempo também. Mas no Brasil é diferente, não tem como explicar, não tem como contar a alguém, só quem vive sabe como é esse momento. Cada jogador sabe o que sente quando ouve o seu nome gritado pela torcida do Fluminense”, disse Conca ao site oficial da equipe carioca.

Conca foi confirmado como reforço do Fluminense antes do final do Campeonato Brasileiro e da confirmação do rebaixamento. No entanto, o carinho pelo Tricolor é claro nas palavras do meio-campista. “É uma das coisas mais bonitas que acontecem no futebol: você fazer um gol e ouvir a torcida tricolor gritar o seu nome é especial, não tem como descrever com palavras”, emendou.

Dono de grande habilidade, Conca sabe que precisa demonstrar personalidade na volta ao Fluminense. “Todo mundo joga com responsabilidade, mas quando você veste a camisa do Fluminense a responsabilidade é grande, não tem como falar que não. O apoio da torcida é um combustível a mais. Quando o torcedor grita o seu nome, você sente que pode tirar forças de dentro”, avisou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade