Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Cruzeiro proíbe torcidas organizadas de usarem a marca do clube

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

A confusão entre duas torcidas organizadas do Cruzeiro, Máfia Azul e Pavilhão Independente, que resultou na perda de mando de campo no Campeonato Brasileiro, obrigou a diretoria celeste a proibir as organizadas de usar a marca do clube. A decisão foi do conselho deliberativo do clube que comunicou a imprensa.

"O próprio conselho fez uma menção autorizando o presidente que tomasse providência com relação ao uso da marca Cruzeiro nos uniformes das torcidas organizadas. Foi feito um abaixo-assinado, colocamos em votação e ele foi aprovado por unanimidade", explicou o presidente do conselho, Wilmer Santa Luzia Mendes, em entrevista à Rádio Itatiaia.

A ideia é impedir a associação da marca Cruzeiro com brigas de torcedores. "É uma decisão que foi tomada porque as coisas estão tomando um rumo tão diferente com as constantes brigas das torcidas Máfia Azul e da Pavilhão Independente, que nossa decisão foi esta e esperamos que, a partir de hoje, as coisas mudem na torcida do Cruzeiro", disse.

Caso a decisão do conselho deliberativo não seja cumprida, as organizadas poderão ser impedidas de entrar nos jogos do Cruzeiro. “A partir de agora, as torcidas organizadas podem usar qualquer uniforme em alusão às torcidas, mas não podem usar a marca Cruzeiro, como estava sendo usado”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade