Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Cuca se despede exaltando temporada, mas lamenta fracasso no Mundial

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O técnico Cuca se despediu do comando do Atlético-MG conquistando o terceiro lugar no Mundial de Clubes, vencendo o Guangzhou Evergrande por 3 a 2, no Marrocos. O treinador entende que o torcedor do Galo tem que comemorar muito a temporada de 2013 pelos feitos da equipe. Cuca pede desculpas por não ter conseguido levar o time ao topo do mundo e faz questão de agradecer o tempo que passou no Atlético-MG.

“Uma lastima muito grande, mas o atleticano tem que ficar feliz, não pelo terceiro lugar, mas pelo ano dele. Se todo ano o Atlético-MG conseguir ser campeão Mineiro, campeão internacional como foi este ano vai ser ótimo. Eu peço desculpas de não ter podido ir melhor, e que Deus abençoe o Atlético-MG e todos”, disse Cuca, que admitiu que foi difícil motivar a equipe para decidir o terceiro lugar.

“Quando se tem um revés, como a gente teve na quarta-feira é muito complicado você levantar a autoestima, o astral para disputar o terceiro lugar, sendo que foi um fracasso que tivemos na quarta-feira. Nós começamos o jogo bem, tivemos um revés, e neste revés o torcedor nosso passou a cobrar, e ficou perigoso a gente perder a confiança na partida. Com a entrada do Luan comandamos o jogo e merecemos vencer”, avaliou.

Com fim do Mundial, Cuca encerra o ciclo de dois anos e meio no Galo e segue para o futebol da China, mas garante que o trabalho que fez no Atlético-MG é o melhor da carreira. “É um desafio novo na minha vida. Vou seguir adiante, mas vou ter sempre a lembrança que o Atlético-MG foi o melhor clube em que trabalhei. No Atlético-MG tive a maior conquista da minha vida e muito obrigado por tudo”, declarou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade