Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Desesperado contra a degola, Vasco promete ofensividade ante o Furacão

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco precisa vencer o Atlético-PR neste domingo, às 17 horas (de Brasília), na Arena Joinville, em Joinville (SC), pela última rodada do Campeonato Brasileiro para ter chances de escapar do rebaixamento. Com o triunfo sendo o único resultado que interessa, é natural esperar um comportamento bem ofensivo por parte dos vascaínos. E os jogadores garantem que o Cruz-Maltino terá atitude em Santa Catarina para construir o resultado que interessa.

"Nós precisamos da vitória e, portanto, não podemos ficar apenas atrás esperando que o nosso adversário tome a iniciativa do confronto. Os dois times precisam do resultado e apenas a vitória a interessa para nós. Portanto, a minha expectativa é de um jogo aberto, mas, logiocamente, com os times tendo responsabilidade no setor defensivo", disse o lateral direito Fágner.

O volante Pedro Ken concorda com o companheiro. "O Vasco é um time que tem se comportado sempre na busca do gol, seja nos jogos no Rio de Janeiro, seja nas partidas que disputamos fora de casa. Não vejo muito como isso possa ser modificado contra o Atlético Paranaense, pois nós precisamos demais da vitória e teremos que ser ofensivos. O Atlético também precisa ganhar e também vai buscar os gols, ainda por cima porque será empurrado pelos seus torcedores. A minha expectativa é de um jogo aberto e muito bem disputado", afirmou Pedro Ken.

Divulgação/Vasco da Gama
Precisando de uma vitória para se livrar do rebaixamento, o Vasco promeoteu atacar o Furacão em Joinville

O goleiro Alessandro é mais um a fazer coro com a promessa de postura ofensiva. "Acredito que vamos ter um jogo muito disputado e aberto, pois os dois times precisam do resultado para não terminarem o ano sem atingir seus objetivos. Posso falar pelo Vasco e tenho convicção de que vamos buscar o gol desde os primeiros minutos. Estamos confiantes em fazer a nossa parte neste confronto complicado", disse Alessandro.

A equipe que vai a campo ainda não está definida, mas, certamente, terá duas alterações em relação à formação que derrotou o Náutico por 2 a 0 na rodada passada. O zagueiro Luan e o volante argentino Pablo Guiñazú terão que cumprir suspensão porque foram advertidos com o terceiro cartão amarelo. Assim, Jomar será o companheiro de Cris na zaga, e Wendel deve herdar a vaga no meio-de-campo.

O meia Bernardo, que retornou de uma cirurgia no joelho direito e fez um dos gols contra o Náutico, esteve cotado de começar jogando, pois trabalhou entre os titulares em alguns treinos da semana. Caso isso se confirmasse, Thalles seria o barrado. Porém, como Bernardo ainda não suporta os noventa minutos, deverá começar a partida mesmo como opção no banco de reservas.

Dessa maneira, o esboço de time para este domingo é o seguinte: Alessandro, Fagner, Jomar, Cris e Yotún; Wendel, Abuda, Pedro Ken e Marlone; Thalles e Edmilson. Neste sábado o elenco trabalha já em Santa Catarina.

Para escapar do rebaixamento, além de conquistar um triunfo contra o Furacão, o Vasco torce por um desses dois resultados: derrota do Criciúma para o Botafogo no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), ou tropeço do Coritiba diante do São Paulo, em Itu (SP). O Cruz-Maltino foi rebaixado em 2008, mas retornou no ano seguinte com a conquista do título da Série B do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade