Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Disputa interna no Flu impede que Renato Gaúcho seja anunciado

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O acerto com o técnico Renato Gaúcho foi alcançado em uma reunião no último sábado, mas o novo comandante do Fluminense para a temporada 2014 continua sem ser anunciado oficialmente pelo clube. Uma disputa interna entre o grupo político do presidente do clube, Peter Siemsen, e o do presidente da Unimed, Celso Barros, principal patrocinadora do Flu, impede a confirmação da contratação.

Assim como fez no ano passado com Vanderlei Luxemburgo, Celso Barros tenta impor sua vontade sobre a diretoria com o nome de Renato Gaúcho. O presidente da Unimed condiciona investimentos em reforços para o elenco com a aceitação do treinador, cujos vencimentos ele também se propõe a pagar.

O grupo político de Siemsem pressiona no sentido de mais autonomia em relação ao patrocinador, e cobra posição mais firme do presidente. Os nomes preferidos da diretoria para o cargo de treinador são Enderson Moreira, que já fechou com o Grêmio, e Ney Franco, que tem contrato em vigor com o Vitória até o fim de 2014 e recebe salário acima do orçamento do clube.

“Conversamos sobre os técnicos, ele (Peter Siemsen) nos autorizou a negociar com o Renato, e estamos aguardando o presidente se pronunciar. Eu tenho o meu posicionamento, mas é o presidente que escolhe. No sábado, ele me disse que seguiríamos com o Renato”, afirmou Celso Barros nesta segunda-feira à Rádio Tupi.

Celso Barros revelou ainda que o técnico Tite foi sondado através do empresário Gilmar Veloz, mas reiterou sua disposição de não assumir novos trabalhos neste momento e descansar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade