Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Em busca de Libertadores, Botafogo pede atenção a boa fase do Criciúma

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Uma rápida análise na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro torna fácil a tarefa de apontar o favorito do confronto entre Botafogo e Criciúma, que se enfrentam neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela última rodada da competição. Afinal de contas, o Glorioso, que vai jogar em casa, aparece na quinta posição com 58 pontos, lutando por uma vaga na próxima Copa Libertadores. Já o Tigre, em 15º lugar com 46 pontos, corre risco de rebaixamento.

Apesar da realidade descrita acima, os botafoguenses preferem não assumir claramente o favoritismo deste jogo. Isso por conta do momento do Criciúma, que deu uma arrancada muito importante nesta reta final. O time não sabe o que é uma derrota há seis jogos, tendo vencido quatro deles e empatado dois. No último fim de semana bateu o São Paulo por 1 a 0 e deixou o risco de queda bem remoto. Esse momento dos catarinenses é motivo de preocupação entre os alvinegros.

"Não podemos analisar um jogo levando em consideração apenas a tabela de classificação, ainda mais em uma competição como o Campeonato Brasileiro, que é longa e cobra dos times momentos de irregularidade. O Criciúma vem de uma boa arrancada, ganhou de adversários qualificados como o São Paulo e o Atlético Paranaense e merece todo o nosso respeito. A minha expectativa é de uma partida muito equilibrada, mas nós temos a responsabilidade da vitória e vamos em busca disso", afirmou o zagueiro Bolívar.

Divulgação/Botafogo F. R.
Apesar de o Criciúma brigar contra o rebaixamento, o Botafogo prega respetio à equipe catarinense

O goleiro Jéfferson foi mais um a ligar o sinal de alerta com o momento vivido pelos catarinenses. "O Criciúma atravessa um grande momento no Campeonato Brasileiro e não sbae há muito tempo o que é derrota. Portanto, acabou indo para um outro patamar dentro da competição e hoje tem chances remotas de rebaixamento, precisando apenas do empate para escapar. Trata-se de um adversário que conta com o nosso respeito e a minha expectativa é de um jogo muitoi problemático, até porque precisamos muito da vitória. Mas temos que trabalhar com seriedade e fazer aquilo que se espera de nós", afirmou o arqueiro alvinegro.

Em termos de escalação, o técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, vai promover o retorno do lateral direito Edilson, que cumpriu suspensão na derrota de 2 a 1 para o Coritiba e reaparece na vaga de Gilberto. O volante Renato, recuperado de dores na coxa esquerda, e o meia uruguaio Lodeiro, que vinha sendo preterido, ganharão nova oportunidade nas vagas de Marcelo Mattos e Hyuri, respectivamente. O atacante Elias, com dores na coxa esquerda, é dúvida. Se for vetado, Bruno Mendes entra no time.

Dessa maneira, o esboço de time para domingo é o seguinte: Jéfferson, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Seedorf, Lodeiro e Rafael Marques; Elias (Bruno Mendes). Neste sábado os jogadores participam de um recreativo no Engenhão e depois começa o período de concentração para a partida. Para terminar o Brasileirão no G-4, o Glorioso tem que vencer e torcer por um desses dois resultados: derrota do Atlético-PR para o Vasco na Arena Joinville, em Joinville (SC), ou tropeço do Goiás contra o Santos no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). O Alvinegro carioca não disputa a Copa Libertadores desde 1996, quando foi eliminado pelo Grêmio nas oitavas de final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade