Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Empresário de Walter nega propostas e deixa definição para janeiro

Bruno Grossi, especial para a GE.net São Paulo (SP)

O futuro de Walter segue indefinido. O artilheiro tem o nome especulado nos principais clubes do Campeonato Brasileiro, enquanto o Goiás tenta encontrar uma solução para mantê-lo no Serra Dourada no ano que vem. O caminho, entretanto, só será discutido a partir de janeiro, quando o centroavante se reapresenta no Porto.

Revelado nas categorias de base do Internacional após passar a infância em Pernambuco, Walter assinou contrato de cinco anos com o time português em 2010 para deixar o Beira-Rio. Segundo o jornal A Bola, os Dragões já estariam ouvindo propostas do Corinthians há algumas semanas e agora teria também o interesse do São Paulo.

O empresário do jogador, no entanto, nega que tenha sido procurado por qualquer equipe, até mesmo pelo Goiás. Procurado pela GazetaEsportiva.net, Teo Constantin foi enfático: “Não tem nada, não confirmo interesse do São Paulo, nem de ninguém. O contrato é com o Porto agora, não com o Goiás, e só a partir de 2 de janeiro, quando ele se reapresenta, é que poderemos falar”.

No último final de semana, o vice-presidente e futuro mandatário do Esmeraldino, Sérgio Rassi, analisou a situação de Walter. Em entrevista ao jornal O Povo, o dirigente sugeriu que a torcida ajudasse o clube ao organizar uma “vaquinha” para arrecadar fundos e contratar o artilheiro em definitivo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade