Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Encantado com Claudinei, Rassi espera por "Libertadores devolvida"

Goiânia (GO)

Mesmo tendo vínculo com o Santos até o dia 31 de dezembro, o técnico Claudinei Oliveira já está no Centro-Oeste, onde tem os primeiros contatos com seu futuro clube, o Goiás. Mesmo nunca tendo dirigido o Esmeraldino, o ex-comandante santista possui um histórico positivo enfrentando o clube goiano. À frente do Alvinegro praiano, o treinador eliminou o Alviverde da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no primeiro semestre, e tirou a vaga na Libertadores das mãos dos comandados de Enderson Moreira. A sequência de "carrasco" fez o futuro presidente do Goiás, Sérgio Rassi, atribuir uma tarefa ingrata ao novo dono da prancheta: devolver a vaga internacional aos torcedores.

No início da entrevista à TV Anhanguera, Rassi, bem humorado, atribuiu a perda na vaga à Claudinei: “Ele é o responsável por ter nos tirado da Libertadores”. Porém, adotou o tom sério e centrado para exaltar as qualidades do novo comandante: “Ficamos encantados com ele. É uma pessoa que prestigia a base, como é nossa intenção. Claudinei esteve em Goiânia e gostou muito do clube e da cidade. Esperamos, respeitando todas as cláusulas contratuais, contar com ele no nosso time”, expressou.

Adiante, o futuro mandatário do Esmeraldino destacou o motivo que levou o clube a procurar pelo ex-santista: “O trabalho que Claudinei consegue desenvolver à frente da categoria de base pesa bastante. Além do mais, ele levou o Santos a ser o melhor clube paulista no Campeonato Brasileiro da Série A. Esse é o profissional que queremos. É um perfil semelhante ao do Enderson (Moreira, ex-técnico do Goiás), quando foi contratado”, sintetizou.

Por fim, Rassi expôs que a base do clube goiano está amadurecida e à disposição de Claudinei: “Em 2013, nossa base ainda estava imatura para ser lançada, como o Enderson nos explicou. Agora, eles estão com mais bagagem. Assim, nosso novo técnico poderá usá-la no momento mais oportuno. Porém, o momento é do Claudinei. Se ele ver que nossos garotos não possuem valores, tem a liberdade para nos trazer outros nomes, de outras instituições, para fortalecer nosso elenco”, revelou.

O Goiás estreia no Campeonato Estadual no dia 18 de janeiro, sábado, às 17 horas (de Brasília), diante da Anapolina, no estádio Jonas Duarte.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade